Palmeiras tenta fechar primeira fase com chave de ouro

O Palmeiras quer vencer o Cerro Porteño nesta quinta-feira, às 22h, no Palestra Itália, para assegurar sem sustos o primeiro lugar no Grupo 7 da Libertadores e espantar de vez a crise que rondou o clube e ameaçou cortar uma parte do elenco, após uma seqüência de maus resultados no Paulista e na própria competição sul-americana.O time tem nove pontos, e o técnico Émerson Leão quer garantir uma posição confortável, que permita decidir em casa os duelos de mata-mata a partir das oitavas-de-final. Mesmo assim, o treinador se dará ao luxo de poupar o zagueiro Gamarra, que está cansado pelo excesso de jogos. O zagueiro Douglas é o substituto mais provável.O Cerro, com cinco pontos, tem esperanças mínimas de classificação: precisa ganhar de goleada no Palestra e torcer para que o Rosario Central vença o Atlético Nacional, no mesmo horário, em Medellín, por pouca diferença de gols - o Rosario também tem cinco pontos e saldo negativo de um gol, contra menos quatro do Cerro.O time colombiano, com sete pontos, só não se classifica com um empate se o time paraguaio fizer oito gols de diferença no Palestra.O equilibrado Grupo 2 também será definido nesta quinta-feira, com jogos às 19h45. Os quatro times chegam à última rodada empatados, com sete pontos. O líder é o Independiente Santa Fe, que tem saldo de um gol, e recebe o Sporting Cristal (segundo, com saldo zero e dez gols marcados), em Bogotá com a vantagem de jogar pelo empate.Na mesma situação está o Bolívar (saldo zero, seis gols), que joga em Quilmes como o "lanterna" Estudiantes (saldo negativo de um gol).

Agencia Estado,

13 de abril de 2006 | 09h03

Tudo o que sabemos sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.