Palmeiras tenta manter embalo contra o Paulista

Há oito jogos sem perder no Paulistão, vice-líder busca vitória para ficar mais perto da vaga na semifinal

Daniel Akstein Batista, O Estado de S. Paulo

21 de março de 2008 | 20h08

O Palmeiras está há oito jogos sem perder noCampeonato Paulista. Vem de uma seqüências de quatro triunfos consecutivos, incluindo dois clássicos, contra Corinthians e São Paulo. Goleou, inclusive, o rival são-paulino na última rodada, por 4 a 1. Por tudo isso, os palmeirenses são vice-líderes do Paulistão, com 28 pontos, e querem a vitória neste sábado, contra o Paulista, a partir das 18h10, em Jundiaí, para ficar mais perto da vaga na semifinal, a quatro rodadas para o término da primeira fase do campeonato. Veja também: Classificação Calendário / Resultados O técnico Vanderlei Luxemburgo não se cansa de dizer que seu time ainda está em formação. Mas uma coisa ele não pode negar: o ambiente no Palestra Itália nunca esteve tão descontraído nesta temporada. Além da boa fase do Palmeiras, o zagueiro Henrique teve nesta sexta-feira mais um ótimo motivo para estampar o sorriso no rosto, já que ele foi convocado para a seleção brasileira que na quarta-feira enfrenta a Suécia, em Londres, para a vaga do contundido Juan (Roma). "Fiquei sabendo no vestiário [após o treino] e fiquei surpreso", disse o zagueiro palmeirense de 21 anos, que veio do Coritiba no início do ano. "Foi o Fábio [Finelli, assessor de imprensa do clube] que me contou. Tomei um susto, perguntei cinco vezes se era verdade." Henrique sempre manifestou desejo de defender a seleção brasileira. Com idade para jogar a Olimpíada de Pequim, queria mostrar um bom futebol no Palmeiras para conseguir uma maior visibilidade. Conseguiu. "Fico feliz que o professor Dunga tenha lembrado de mim. Estou fazendo um bom trabalho aqui", afirmou o zagueiro. O bom momento de Henrique reflete também o ambiente em que o Palmeiras se encontra. O experiente goleiro Marcos, que já viveu altos e baixos nos seus mais de 10 anos de carreira, concorda que fazia tempo que o time não vivia uma fase tão boa. "Pensamento de time grande é para ser campeão", avisou.PaulistaAdinam; Bruno Ribeiro, Éverton, Réver e Eduardo; Jairo, Devas, Tiago Fraga, Ricardinho e Itaqui; Neto BaianoTécnico: GibaPalmeirasMarcos; Élder Granja, Gustavo, Henrique e Leandro; Pierre, Léo Lima, Diego Souza e Valdivia; Kléber e Alex MineiroTécnico: Vanderlei LuxemburgoÁrbitro: Eduardo César Coronado CoelhoEstádio: Jayne CintraHorário: 18h10Rádio: Eldorado/ESPN - 700 AMTV: SporTV Marcos vive o momento favorável, mas, assim como Luxemburgo, evita a euforia. "O Palmeiras tem condição de ser campeão, mas não é por causa de uma vitória que isso vai acontecer. Uma vacilada agora pode nos deixar fora do campeonato", alertou o goleiro e capitão palmeirense. "E todos estão colocando a gente como favoritos, o que anima mais o adversário a jogar bem contra o Palmeiras."  Para não tropeçar neste sábado em Jundiaí, Luxemburgo colocará força máxima em campo, com o retorno do volante Pierre, que cumpriu suspensão na última rodada - assim, Wendel volta para o banco de reservas.  ADEUS? O clima, no entanto, só não é perfeito no Palmeiras por um simples motivo: o atacante Kléber pode fazer neste sábado o seu último jogo no Campeonato Paulista. Na segunda-feira, ele será julgado no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) pela cotovelada dada no zagueiro André Dias, no clássico contra o São Paulo, domingo passado, em Ribeirão Preto. Enquadrado no artigo 253 (agressão), o jogador palmeirense pode pegar de 120 a 540 dias de suspensão se for condenado.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasPaulistaPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.