Palmeiras tenta não minimizar a Lusa

Palmeiras e Portuguesa enfrentam-se neste domingo, às 16 horas, no Parque Antártica. Por força do hábito, os dois times tratam o jogo como um clássico, mas os discursos e ambições de cada um não escondem que trata-se muito mais de um ex-clássico, ainda tratado como um jogo de grande magnitude por respeito histórico e pelo fato dos dois times serem da capital.Num clássico de verdade, costuma-se dizer que nunca há favorito. No jogo desta tarde, porém, o Palmeiras, com amplo favoritismo e oitavo colocado do Paulista com 17 pontos, tenta não ser surpreendido pela franco-atiradora Portuguesa, penúltima com sete."A Portuguesa é um time de tradição e todo dia é dia de tentar dar a volta por cima. Se ganharem o clássico, podem se levantar", diz o goleiro Marcos, que defende o Palmeiras embalado pelas vitórias por 3 a 1 sobre o Santos, no domingo passado, e por 3 a 0 sobre o Deportivo Táchira, na quinta.A disparidade é tanta que, depois de louvar a tradição dos rivais, Marcos trata o jogo como um duelo contra um time pequeno, talvez um ASA da Arapiraca. "Normalmente, não temos sorte em jogos assim, quando todos colocam o Palmeiras como favorito. Não podemos entrar achando que o jogo vai ser fácil", diz o goleiro.O técnico palmeirense Candinho, que trabalhou diversos vezes na Portuguesa, lembra sues jovem elenco que é preciso não menosprezar a camisa rubro-verde. "Mesmo a Portuguesa mal, tem que ter respeito e jogar sério para buscar o resultado", afirma.Questionado sobre alguma emoção especial em enfrentar o clube do Canindé, desdenha. "É a coisa mais normal do mundo. Trabalhei vários anos na Portuguesa. Fui vice-campeão brasileiro e quase ganhei o Paulista, só não ganhei por causa do (árbitro Javier) Castrilli. Gosto muito, mas dentro de campo a gente é profissional."O meia Diego Souza, de apenas 20 anos, só quer saber de ir para cima. "Faltam oito rodadas, ainda acredito no título. Ganhamos o clássico (contra o Santos) e nossa torcida está mais confiante."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.