Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Palmeiras tentará aumentar 'freguesia' de Rogério Ceni dentro do Allianz Parque

Ex-goleiro e atual técnico do Cruzeiro tem retrospecto de quatro derrotas em visitas à arena alviverde

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

13 de setembro de 2019 | 04h30

O Palmeiras terá no próximo sábado no Allianz Parque o encontro com um personagem que fez parte de grandes vitórias alviverdes dentro da arena. Agora no comando do Cruzeiro, o técnico Rogério Ceni vai ao estádio pela quinta vez no próximo sábado, para a partida pelo Campeonato Brasileiro, e tentará diminuir o retrospecto de quatro derrotas e 14 gols sofridos nos compromissos anteriores.

O ex-goleiro do São Paulo esteve na nova casa palmeirense duas vezes como jogador e outras duas como treinador. Entre todas essas ocasiões, o contexto mais complicado é o atual. O Cruzeiro vive uma crise financeira, problemas de relacionamento no elenco e a briga contra o rebaixamento. A equipe perdeu os dois últimos compromissos da temporada, inclusive ao sofrer a goleada por 4 a 1 no último domingo dentro de casa para o Grêmio.

Ceni tem com o Palmeiras uma longa história de rivalidade, criada pela época em que atuou como goleiro do São Paulo. Na última temporada antes de se aposentar, em 2015, o jogador disputou duas partidas no Allianz Parque, ambas com vitórias fáceis do Palmeiras. Pelo Paulista, a equipe alviverde venceu por 3 a 0, com um gol marcante por cobertura marcado pelo meia Robinho. Logo depois, o autor do lance recebeu ainda uma placa da diretoria.

Meses depois, já pelo Brasileiro de 2015, Ceni voltou ao estádio para enfrentar o Palmeiras. A equipe alviverde goleou por 4 a 0, em jogo que marcou a primeira vitória do técnico Marcelo Oliveira no cargo. No fim daquela temporada o goleiro se aposentou do futebol e no ano seguinte se dedicou aos estudos. Já em 2017, Ceni assumiu o comando do São Paulo e enfrentaria o antigo rival pela primeira vez em nova função.

O treinador Ceni viu o São Paulo ser dominado pelo Palmeiras, do técnico Eduardo Baptista, e perder por 3 a 0 pelo Campeonato Paulista. Por coincidência, houve também um gol por cobertura, marcado por um chute de longe de Dudu para aproveitar que o goleiro Denis estava adiantado. O lance fez os torcedores relembrarem o gol marcado dois anos antes por Robinho.

O técnico depois teve passagem de sucesso pelo Fortaleza e garantiu o acesso do time à elite do Brasileiro. Logo na rodada de abertura do Brasileiro deste ano, o adversário foi justamente o Palmeiras, no Allianz Parque. Comandado por Luiz Felipe Scolari, o time alviverde aplicou 4 a 0. "Existe uma diferença absurda entre os dois times. O time do Palmeiras é muito bom", comentou o ex-goleiro na ocasião.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.