Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras terá maratona de mais de 10 mil km nos próximos dias

Equipe de Felipão vai enfrentar longas viagens para compromissos pela Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

15 de julho de 2019 | 10h54

A agenda de jogos do Palmeiras levará o time do técnico Luiz Felipe Scolari a percorrer distâncias longas nos próximos dias. Para participar de compromissos pela Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores, a equipe terá de cruzar a América do Sul e viajar mais de 10 mil km em viagens aéreas ao passar por cidades do Sul e Nordeste, assim como pelo interior da Argentina.

A primeira parada do time será na quarta-feira, ao enfrentar o Inter no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Na ida, no Allianz Parque, o Palmeiras venceu por 1 a 0 e joga por um empate para confirmar vaga na semifinal. A equipe viaja ao Sul nesta segunda-feira e de lá deve seguir direto ao compromisso seguinte.

No sábado, no Castelão, o Palmeiras entra em campo pelo Brasileiro contra o Ceará, às 19h. A tendência é Felipão poupar vários titulares, até para dar descanso aos principais atletas. O time alviverde defenderá em campo a liderança da competição, assim como a invencibilidade de 33 partidas. A série sem perder teve início em julho do ano passado.

Depois da passagem por Fortaleza a equipe terá o deslocamento mais pesado. Do calor do Nordeste brasileiro, o time viaja ao frio do Oeste da Argentina, região próxima à Cordilheira dos Andes. O Palmeiras terá compromisso na terça-feira, dia 23, contra o Godoy Cruz, pelo compromisso de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. A tendência é o time jogar sob uma temperatura inferior a 10ºC.

O retorno para São Paulo será logo depois, mas sem tempo para descansar. No sábado seguinte, no Allianz Parque, o Palmeiras recebe o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro. Com tantos compromissos na sequência, o time deve mudar bastante o elenco e até mesmo não viajar com todos os jogadores para algumas dessas partidas. A tendência é dar prioridade para usar a força máxima na Copa do Brasil e Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.