César Greco | Palmeiras | Divulgação
César Greco | Palmeiras | Divulgação

Palmeiras testa elenco mais valioso do País

Líder do Brasileirão, que tem elenco avaliado em R$ 275 milhões, enfrenta o Inter neste domingo

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

06 de novembro de 2016 | 08h00

Líder isolado do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras também tem o elenco mais valioso do torneio. De acordo com informações do site alemão especializado no mercado de jogadores Transfermarkt, o Palmeiras tem um grupo de jogadores avaliado em ¤ 78,85 milhões (R$ 275 milhões). A equipe de Cuca joga hoje contra o Internacional, ameaçado pelo rebaixamento, a primeira de cinco partidas para confirmar se o título nacional será o principal retorno desse investimento.

 Pedro Daniel, gerente de Esportes da consultoria BDO, explica que os números de cada clube vão além da soma dos direitos federativos de cada atleta. O valor considera o potencial de venda, a idade, número de convocações para a seleção e também a posição que ele joga. “O valor resume a maneira como o mercado valoriza determinado elenco”, avalia. Esse é um dos fatores que explica o fato de o Atlético Mineiro, equipe recheada de estrelas como Robinho, Fred e Pratto, ocupar apenas a terceira posição. A maioria dos atletas já passou dos 30 anos, o que conta negativamente em uma futura negociação.

A voracidade nas contratações é um traço da gestão do diretor de futebol Alexandre Mattos no Palmeiras. Desde que assumiu o clube, em janeiro de 2015, foram contratados 38 jogadores. O leque amplo foi um dos diferenciais do time para se manter na liderança ao longo de 24 rodadas. “O elenco é muito bom. Sempre temos duas ou três opções em caso de necessidade”, reconhece o técnico Cuca.

O mercado também vê qualidade na equipe. Além de Gabriel Jesus, vendido para o Manchester City por ¤ 32,75 milhões de euros (cerca de R$ 121,1 milhões na definição do acordo), o zagueiro Mina talvez seja o jogador mais atraente para o mercado atualmente. No mês passado, ele foi sondado pelo mesmo clube que levou Gabriel e teria um pré-acordo com o Barcelona. O valor da negociação estaria, inclusive, estipulado: ¤ 9 milhões (R$ 31,6 milhões). Seu companheiro Vitor Hugo também já foi sondado por clubes europeus.

O ranking mostra que não existe relação direta entre valor de mercado e bom desempenho dentro de campo. O segundo time mais valioso do País é o Cruzeiro com o valor de ¤ 72,70 milhões (R$ 260 milhões). Curiosamente, o desempenho da equipe não está à altura do valor do elenco. A equipe está apenas na 13ª posição.

O Flamengo, vice-líder, aparece apenas com o sétimo elenco mais valioso: 58,3 milhões de euros (cerca de R$ 211 milhões). São Paulo e Inter também estão entre os mais valiosos, mas sempre estiveram lutando contra o rebaixamento.

Esse elenco milionário do Palmeiras defenderá um tabu na briga pelo título. Nunca um time que esteve com cinco pontos de vantagem na liderança foi ultrapassado restando cinco rodadas para o fim da competição. Seria um fato inédito.

Em 2008, o São Paulo tinha dois pontos de vantagem para o Grêmio, mas sustentou a ponta e terminou com três de margem. Em 2004, quando o torneio tinha 24 clubes, o Santos, que se sagrou campeão, estava só dois pontos atrás do Atlético-PR a cinco rodadas do fim.

A matemática está clara. O Palmeiras será campeão com mais dez pontos, o que significa três vitórias e um empate. Esse número parte do princípio que Flamengo ou Santos consigam 100% dos pontos de disputa (só um dos dois pode fazer uma campanha perfeita já eles vão se enfrentar na penúltima rodada). Nesse raciocínio, o time carioca só chega a 77 pontos e o Santos não passa dos 76. O Atlético Mineiro, quarto lugar, só poderá alcançar 75. Com dez pontos, o Palmeiras leva terminaria à frente do Santos na pontuação e do Flamengo no número de vitórias.

O técnico Cuca faz uma conta mais modesta. Seu número mágico é 74 pontos – ou 75 de acordo com o desempenho dos rivais. Isso significa que a equipe precisaria apenas de mais duas vitórias e um empate para levantar a taça – hoje, a equipe tem 67 pontos.

Para a conta fechar, Cuca quer que o Palmeiras reencontre o bom futebol que acabou se perdendo nas últimas três partidas. Ele comemorou a semana livre para treinar, mas não revelou o substituto de Moisés, suspenso. Cleiton Xavier e Thiago Santos são os candidatos.

Artilheiro da temporada com 20 gols (11 no Brasileiro), Gabriel atuou centralizado no ataque em boa parte da campanha. Nos últimos jogos, tem tido dificuldades. Com isso, ele poderá voltar a usar o garoto junto de Alecsandro.

A posição do Inter, que está apenas dois pontos acima da zona de rebaixamento, não ilude o treinador. “O Inter não tem time para cair”, define o técnico. No time gaúcho, o atacante Vitinho, com dores na coxa, é a principal dúvida de Celso Roth. No meio, Anderson pode ser escalado como titular.

Os valores dos 20 elencos do Campeonato Brasileiro (em milhões de reais)

1º. Palmeiras -  275

2º. Cruzeiro -  260

3º. Atlético-MG -  254

4º. São Paulo -  239

5º. Grêmio -  228

6º. Inter -  220

7º. Flamengo -  211

8º. Fluminense -  176

9º. Santos -  149

10º. Corinthians -  144

11º. Sport -  125

12º. Atlético-PR -  116

13º. Botafogo -  98

14º. Ponte Preta -  97

15º. Figueirense -  96

16º. Coritiba -  92

17º. Chapecoense -  88

18º. Vitória -  87

19º. Santa Cruz -  67

20º. América -  61

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.