Palmeiras tropeça ao empatar por 2 a 2 com o Mirassol

Time alviverde estava na frente até tomar gol de Léo Mineiro a quatro minutos do fim da partida

Jornal da Tarde

26 de janeiro de 2008 | 22h27

O Palmeiras esteve bem perto da vitória neste sábado à noite. Mas, numa falha da defesa, cedeu o empate por 2 a 2 com o Mirassol, na Arena Barueri, pelo Campeonato Paulista, e assim fica distante da liderança da competição, sonho e objetivo estabelecidos pelo técnico Vanderlei Luxemburgo antes do jogo. Com o empate, o time alviverde está com oito pontos, e será o terceiro colocado até o fim dos jogos deste domingo, pois tem boas chances ser ultrapassado por vários times.Veja também: Classificação Últimos resultados / Próximos jogos Bobeada em casa pode custar caro, diz Alex Mineiro   "Agora é o momento de mantermos a tranqülidade. Esse jogo já foi, temos de pensar no próximo", disse o atacante Alex Mineiro, autor de três gols no Campeonato Paulista. "Não conseguimos fazer os gols e o Mirassol soube aproveitar os contra-ataques. É um campeonato muito difícil e não houve relaxamento da nossa equipe depois do segundo gol."Dininho lamentou o gol de empate no finalzinho. "Já sabíamos dessa jogada deles com a bola na área. Não tivemos atenção. O empate não é bom. Fico triste pelo resultado. Precisamos buscar a reabilitação já no próximo jogo."O Mirassol tentou se aproveitar da apatia que o Palmeiras mostrou em alguns momentos. A partir dos 25 minutos de jogo, a equipe do interior se soltou e passou a explorar as bolas cruzadas para a área. Sem reação, o time de Luxemburgo não criava chances de gol. E quase saiu perdendo aos 33 minutos. Leandro tentou recuar de cabeça para Diego, mas errou. Fabinho Capixaba roubou a bola e bateu, mas o goleiro salvou.  PALMEIRAS 2 Diego Cavalieri, Elder Granja, Gustavo, Dininho e Leandro (Valmir); Pierre, Martinez, Valdivia; Luiz Henrique (Osmar), Alex Mineiro e William (Makelele) Técnico: Vanderlei Luxemburgo  MIRASSOL 2 Alexandre Fávaro, André Turatto, Júlio César e Montoya; Fabinho Capixaba, Jefferson     (Cláudio Baiano    ), Sandro Silva, Xuxa e Cláudio (Léo Mineiro); A. Lobão e Fabiano Souza     (Fabinho) Técnico: Luiz Carlos Martins Gols: Gustavo, aos 38 minutos do primeiro tempo; Montoya, aos 20, Alex Mineiro, aos 36 (pênalti), e Léo Mineiro, aos 41 minutos do segundo tempoÁrbitro: Antonio Rogério Batista do PradoRenda: R$ 158.870,00Público: 6.915 pagantesEstádio: Arena Barueri, em Barueri (SP)Aos 38 minutos, tudo voltou ao normal. Escanteio batido por Elder Granja, Martinez escorou no primeiro pau e o zagueiro Gustavo, mergulhou para abrir o placar. "Fico muito feliz por ter marcado um gol pelo time que eu gosto tanto", afirmou Gustavo.No segundo tempo, o ritmo não mudou. O Palmeiras tomava a iniciativa e o Mirassol descia eventualmente. Mas levava perigo, porque a defesa palmeirense errava muito. Aos 18 minutos, Xuxa aproveitou bobeira de Dininho e bateu forte, com perigo.PÊNALTI CAVADODois minutos depois, veio o castigo para a apatia palmeirense. O zagueiro Montoya subiu livre e, de cabeça, completou cruzamento de escanteio: 1 a 1. A partir daí o jogo ficou feio, com muitos chutões. O Palmeiras, sem inspiração. O Mirassol, satisfeito com o empate fora de casa. Até que apareceu o meia Valdivia. Ele cavou uma falta dentro da área e o árbitro Antonio Rogério do Prado foi na dele. Pênalti. Alex Mineiro bateu com categoria e desempatou a partida aos 36 minutos.A vitória parecia garantida, mas Léo Mineiro, que acabara de entrar, empatou aos 41 minutos, de cabeça.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasMirassolPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.