Palmeiras usa o espírito da Série B

O Palmeiras vai usar a experiência acumulada na segunda divisão no ano passado para evitar uma surpresa no jogo de ida contra o Santo André, nesta quarta-feira, às 21h40, pela Copa do Brasil. O técnico Jair Picerni prevê dificuldades para sua equipe, no ABC, a começar pelo gramado ruim do estádio Bruno José Daniel. Na visão dele, as características do confronto são todas da Série B. Não apenas porque o adversário disputa uma divisão inferior, mas principalmente porque ele, Picerni, imagina um jogo amarrado e com muita marcação.Picerni toma por base o que ocorreu com o Palmeiras diante do São Gabriel, na mesma Copa do Brasil, quando o time foi surpreendido (no jogo de ida, derrota por 2 a 1) por um adversário aguerrido e um campo ruim. ?Só fomos entrar no jogo nos 20 minutos finais e nos demos mal. É isso que não pode se repetir contra o Santo André?, avisou.Fora esse cuidado, o técnico está tranqüilo. Mesmo sem poder contar com o meia Pedrinho, o time encontra-se num bom momento. Desde a goleada sobre o Corinthians, há duas semanas, o Palmeiras vem alcançando bons resultados. Eliminou o Goiás na Copa do Brasil e confirmou sua ascensão no último sábado, vencendo a Ponte Preta por 3 a 0, no Palestra Itália, pelo Campeonato Brasileiro.?Pode-se dizer que no emocional o Palmeiras voltou a ficar forte?, disse Picerni. ?O pessoal vem dando boa resposta nas duas competições. Mas é aquilo que eu digo: da pressão, nunca conseguiremos nos livrar. Aqui, de 20 partidas você tem que ganhar 18. Se perder para o Santo André, já viu...?Por imposição de seu técnico, o Palmeiras despreza a condição de favorito. Picerni lembra que o Santo André já eliminou dois adversários da Série A: Guarani e Atlético-MG. ?Na teoria, o Palmeiras é o favorito, mas para nós isso não existe. Respeitamos muito o Santo André e vamos fazer um jogo de muita pegada, como na Série B?, afirmou Picerni.O treinador só evitou criticar exageradamente o gramado do estádio do Santo André. ?Tecnicamente, o campo ruim é para as duas equipes. Às vezes, você espera a bola por baixo e ela vai por cima. Aliás, isso não é novidade. Nessa mesma Copa do Brasil, contra o São Gabriel, já passamos por isso.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.