Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Palmeiras usa time misto, empata e mantém diferença na liderança do Brasileirão

Comandados de Abel Ferreira ficam no 2 a 2 com o Avaí na Ressacada, mas seguem com vantagem de três pontos na tabela sobre o Corinthians

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2022 | 18h08

Sentindo a maratona de jogos, mais especificamente dois jogos duros com o São Paulo na segunda e quinta-feira, o Palmeiras entrou em campo sem alguns titulares, poupados pelo técnico Abel Ferreira. E acabou empatando fora de casa por 2 a 2 com o Avaí, resultado que manteve a diferença de três pontos para o Corinthians na liderança do Campeonato Brasileiro.

O treinador alviverde aproveitou para dar um descanso para seus titulares já de olho no duelo de quarta-feira, fora de casa, contra o Cerro Porteño, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Ficaram no banco Marcos Rocha, Murilo, Piquerez, Rony, Dudu e Veron, além de Raphael Veiga, principal nome da equipe na temporada e que retorna de lesão. Além deles, Danilo estava suspenso.

Por tudo isso, o Palmeiras entrou em campo com um time misto, mas com a intenção de ampliar a vantagem na liderança do Brasileirão, já que o Corinthians apenas empatou na rodada. Só que o Avaí sabia desse "cansaço" do Palmeiras e aproveitou para pressionar desde o começo, com marcação alta, não dando margem para o time paulista criar.

O Palmeiras até teve uma boa chance em uma cabeçada de Rafael Navarro que Vladimir salvou, mas praticamente quase não teve outras oportunidades de gol no primeiro tempo. Com ritmo mais forte, o Avaí pecava no último passe e também deixava Weverton como mero espectador no duelo.

Mas quando tudo se encaminhava para um 0 a 0 de poucas emoções, o zagueiro Gustavo Gómez cometeu um pênalti desnecessário em Raniele. O atacante Bissoli cobrou com perfeição e colocou os donos da casa em vantagem no placar.

Na etapa final, a expectativa era de que o Avaí sentasse em cima da vantagem e aproveitasse o contra-ataque para matar o jogo. Só que com 40 segundos, Bressan colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães marcou nova penalidade. Gustavo Scarpa bateu bem e deixou tudo igual.

Com o Avaí mais cansado, o Palmeiras passou a dominar o confronto graças à sua qualidade técnica. Abel então colocou seus titulares em campo, como Raphael Veiga e Rony, e foi o atacante que fez o gol da virada, aproveitando o cruzamento rasteiro de Wesley. Mas a vantagem durou apenas sete minutos, com Jean Pyerre igualando em uma bela cobrança de falta.

O placar de 2 a 2 motivou as duas equipes a buscarem a vitória e o jogo ganhou intensidade, mas o visível cansaço nos dois lados aumentava a quantidade de erros. No finalzinho, Rony quase fez o terceiro em uma cabeçada, mas o goleiro Vladimir fez uma defesa incrível e garantiu o empate em casa.

FICHA TÉCNICA:

AVAÍ 2 x 2 PALMEIRAS

AVAÍ: Vladimir; Kevin, Arthur Chaves, Bressan e Cortez; Eduardo (Jean Pyerre), Bruno Silva e Raniele (Lucas Ventura); William Pottker, Bissoli (Jean Cléber) e Muriqui (Morato). Técnico: Eduardo Barroca.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Gustavo Gómez, Luan e Jorge; Gabriel Menino (Atuesta), Zé Rafael e Gustavo Scarpa (Raphael Veiga); Wesley (Dudu), Rafael Navarro (Veron) e Breno Lopes (Rony). Técnico: Abel Ferreira. 

Gols: Bissoli, aos 52 minutos do 1º tempo; Gustavo Scarpa, aos 2, Rony, aos 20, e Jean Pyerre, aos 27 minutos do 2º tempo.

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ).

Cartões amarelos: William Pottker, Cortez, Bressan, Arthur Chaves e Luan.

Público: 15.233.

Renda: R$ 819.619,00.

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.