JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Palmeiras usa vitória contra São Paulo como exemplo para decisão

Elenco não quer deixar 'euforia' atrapalhar na final contra o Santos

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

22 de abril de 2015 | 12h17

O Palmeiras enfrenta um adversário extra na decisão do Campeonato Paulista contra o Santos, domingo, no Allianz Parque. Além da equipe da Vila Belmiro, o grande desafio do técnico Oswaldo de Oliveira e seus jogadores é conseguir manter o foco na decisão, sem se deixar empolgar demais após a vitória nos pênaltis sobre o Corinthians, pelas semifinais, no Itaquerão. Para manter os pés no chão, o exemplo vem de outro clássico: a vitória por 3 a 0 sobre o São Paulo.

Após a contundente vitória sobre o rival, o elenco palmeirense se empolgou, no jogo seguinte acabou sendo surpreendido e perdeu para o Red Bull Brasil por 2 a 0, em Campinas. "A gente comenta aqui no clube o que aconteceu contra o São Paulo. Fizemos oba-oba, todo mundo apareceu em programa de TV e viu o que aconteceu com o Red Bull. O jogo do Corinthians é passado e temos que focar no Santos. Até por isso, estamos nos preservando mais", explicou o atacante Rafael Marques.

E para não deixar a euforia atrapalhar, as armas palmeirenses são a força da torcida em jogos no Allianz Parque e o poder de concentração do técnico Oswaldo de Oliveira. "A gente sabe a força que vem dos torcedores. Por isso temos que pensar só no primeiro jogo e depois na partida da volta", explicou o atacante, que fez questão de ressaltar a importância de Oswaldo na rápida evolução da equipe no estadual.

"Temos bastante treinadores no Brasil, mas professores são poucos. Oswaldo, Tite, Muricy e Autuori são alguns deles. Fácil trabalhar com treinadores desse nível. Eles sabem tirar o máximo de cada atleta e comunicar com os jogadores. Cada jogador faz mais de uma função. Isso tem a ver com a confiança que nós temos no treinador. Todo mundo entra tentando dar mais que 100%", comentou.

O elenco do Palmeiras volta aos treinamentos na quinta-feira pela manhã e também fará uma atividade na sexta, sem a presença da imprensa, quando o técnico Oswaldo de Oliveira deve definir a equipe para a decisão.

Durante o treinamento desta quinta, as novidades foram as participações do lateral-direito João Pedro, do lateral-esquerdo Zé Roberto e do atacante Cristaldo, recuperados de, respectivamente, dores musculares, lesão na coxa direita e uma inflamação no pé esquerdo. O trio fez alguns trabalhos físicos, mas ainda continuam sem previsão de volta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.