Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Palmeiras vai enviar carta para seleção chilena sobre Valdivia

Oswaldo de Oliveira lamenta convocação do meia

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

20 Março 2015 | 12h33

O "assunto" Valdivia dominou a entrevista coletiva do técnico Oswaldo de Oliveira nesta sexta-feira, na Academia de Futebol. O treinador, claramente insatisfeito pela convocação do jogador para a seleção chilena e também pela repetição do assunto, contou que o Palmeiras vai enviar um documento para os chilenos explicando a situação física do jogador. Ele espera que isso ajude o meia em sua recuperação.

"Temos que ter cuidado com esse jogador pelo histórico de sucessivas contusões. Hoje, ele não participou da atividade, porque foi bastante exigido ontem. Vamos mandar um documento para a federação contando o estágio dele e depois dos dois amistosos, que eles nos informe a respeito da participação e situação dele", explicou o treinador.

Se dependesse de Oswaldo, Valdivia ainda ficaria pelo menos mais dez dias sem jogar. "O ideal seria que ele não atuasse em nenhum dos dois amistosos. Como temos objetivos diferentes em relação ao jogador, quem tem que tomar essa decisão é a seleção chilena. Sei o que é ideal na minha cabeça, não da deles", completou, deixando claro a insatisfação com a situação e pelo fato de não ter havido nenhuma conversa entre a seleção e o Palmeiras.

O treinador chegou a conversar com Valdivia e, segundo ele, o jogador está triste com a situação. "Ele ficou chateado porque queria jogar aqui antes da seleção, mas tem que respeitar. Ele sabe o estágio que está e vai procurar passar isso para as pessoas que tem responsabilidade na seleção chilena. O ideal seria que ele reestreasse pelo Palmeiras antes", completou.

Valdivia foi convocado para os amistosos contra o Irã, dia 26, e Brasil, dia 29. O assunto incomoda o técnico palmeirense. "Não sei se é falta de assunto. O Palmeiras é tão grande, tem tanto assunto, mas acho que existe uma tendência para assuntos que gerem mais polêmica, que renda mais. É um jogador que não está atuando, então deveria ser menos falado", reclamou, para depois brincar. "Pelo menos isso conseguiu parar o assunto Gabriel Jesus".

Nesta sexta-feira, Valdivia ficou na academia e não foi para o campo, já que na quinta-feira participou do treinamento coletivo o tempo todo. Quanto a Gabriel Jesus, o garoto deve mais uma vez aparecer no banco de reservas, no duelo deste domingo com o São Bernardo, fora de casa, pelo Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.