Palmeiras vai isolar dispensados

A diretoria e a comissão técnica do Palmeiras resolveram isolar os jogadores dispensados após o Rio-São Paulo. Os volantes Galeano, Claudecir e Fernando e o lateral Adalto não poderão mais treinar no mesmo horário que o restante do grupo. A medida será anunciada nesta terça-feira pelo diretor de Futebol, Sebastião Lapola. "Achamos por bem preservar estes jogadores do contato com os demais e com a imprensa. Você sabe, sempre existe algum atleta que pode estar mais descontente e falar o que não deve".O lateral Misso e o atacante Adriano também deverão ser comunicados nesta terça-feira que não fazem parte dos planos do treinador Vanderlei Luxemburgo para o segundo semestre. Segundo Lapola, é provável que todos passem a treinar no Parque Antártica.No entanto, a lista definitiva de dispensados ainda não está concluída. Luxemburgo poderá aumentá-la nesta terça-feira na reapresentação, dependendo de avaliação que fez do elenco no final de semana. "Não teremos problemas com falta de jogadores. Nosso elenco está grande, tem mais de 30 profissionais", justificou Lapola.A direção do Palmeiras segue tentando uma troca com o Santos. O clube da Baixada Santista quer Claudecir e Galeano, mas aceita ceder ou Léo ou Rubens Cardoso, ambos laterais-esquerdos. Para fechar negócio, Lapola pediu a inclusão de mais um jogador.Claudecir, que passou o domingo em Bauru, espera começar a resolver seu futuro nesta terça-feira. "O Lapola disse que recebeu propostas de Flamengo, Santos e São Caetano por mim. Acredito que tenha conversado com o presidente (Mustafá Contursi) mas ainda não deu retorno", disse.O situação do atacante Christian também deve ser definida esta semana. Seus direitos federativos pertencem ao Bordeaux, que solicitou seu retorno à França até o dia 23 de junho, quando a equipe inicia a pré-temporada. O empréstimo ao Palmeiras termina no final do mês, mas o atacante já avisou que não quer voltar. "O dinheiro não vai falar mais alto. Quero ficar aqui, onde me sinto bem", comentou.O meia Pedrinho, que sofreu uma ruptura do ligamento cruzado do joelho direito durante o Rio-São Paulo, não deve reforçar o time na Copa dos Campeões, que começa em julho. "Acho arriscado. Prefiro me condicionar para o Campeonato Brasileiro".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.