Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Palmeiras vê derrota injusta e lamenta erro no final

Time paulista perdeu a chance de sair da zoan de rebaixamento ao perder chances e levar gol aos 38 minutos do 2º tempo

O Estado de S. Paulo

12 de agosto de 2012 | 20h49

RIO - Na 17.ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 13 pontos, o Palmeiras perdeu a chance de deixar a zona de rebaixamento neste domingo. Precisando da vitória, a equipe fez um jogo equilibrado, mas sofreu um gol no fim e acabou perdendo por 1 a 0 para o Fluminense, no Engenhão, pela 16.ª rodada da competição.

A quarta derrota da equipe nos últimos cinco jogos, no entanto, foi injusta no entender dos jogadores. "Não merecíamos perder a partida. Acabamos cometendo erros bobos no fim, que não podemos cometer", comentou o atacante Barcos, logo após o fim da partida, citando a falha da marcação no gol de Jean.

O placar do confronto esteve inalterado até os 38 minutos do segundo tempo, quando o volante do Fluminense recebeu ótimo passe de Rafael Sóbis e chutou bem, cruzado, para marcar. O goleiro palmeirense Bruno concordou com a análise de Barcos e acrescentou que a equipe não merece estar brigando nas últimas posições.

"Nossos jogos estão sendo bons, jogamos bem, mas por detalhes não estamos ganhando. Hoje (domingo) foi assim. Por detalhes não marcamos e por um errinho no fim, perdemos", comentou. "Não temos time para estar lá embaixo, estamos jogando bem e brigando de igual para igual em todas as partidas", completou.

Para fugir desta incômoda situação, o time paulista já traçou uma meta: conquistar pelo menos seis pontos nas próximas três partidas, contra Flamengo e Santos, em casa, e Atlético-GO, fora. "Temos uma meta traçada. Temos dois confrontos diretos nestes próximos três jogos, contra Santos e Atlético-GO. Precisamos buscar pelo menos seis pontos, que seriam não o ideal, mas importante para nos", disse Bruno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.