Palmeiras vence e continua na zona da Libertadores

Equipe dá show no primeiro tempo e garante vitória sobre o Grêmio; Rodrigão marca o primeiro

06 de outubro de 2007 | 20h28

Tido como um dos clássicos mais acirrados dos últimos tempos, Palmeiras e Grêmio fizeram uma partida branda; melhor para o time alviverde, que venceu por 2 a 0, na noite deste sábado, mantendo a quarta colocação do Campeonato Brasileiro.  Veja também: Classificação Calendário / Resultados Santos vence e se consolida no G4 Além de se manter na zona de classificação à Libertadores da América de 2008, o Palmeiras mostrou à torcida que pode jogar com eficiência no ataque, principalmente com Rodrigão, que desencantou ao marcar um dos gols da vitória. Já o Grêmio continua com 48 pontos, mas continua na luta. Contando com os meias Caio e Valdívia, o Palmeiras não encontrou dificuldades para dominar o meio-campo, enquanto o Grêmio parecia mais preocupado em marcar do que explorar os contra-ataques. Assim, o primeiro gol aconteceu aos 13 minutos, quando Caio cobrou falta com força e o goleiro Saja não segurou. O bom momento palmeirense continuou e, numa bela tabela entre Valdívia e Rodrigão, o atacante chutou no canto direito do gol gremista para marcar seu primeiro gol com a camisa alviverde, aos 22. Palmeiras2Diego Cavalieri    ;Paulo Sérgio, David, Dininho e Valmir; Makelele, Wendel    , Caio e Valdívia    ; Luiz Henrique (Deyvid) e Rodrigão (William)Técnico: Caio Júnior Grêmio0Saja    ; Bustos, Wiliam, Léo    e Anderson Pico; Eduardo Costa     (Gavilán    ), Sandro Goiano    , Diego Souza e Thiego (Luciano Fonseca    ); Jonas (Marcelo Labarthe) e Tuta    .Técnico: Mano MenezesGols: Caio, aos 13, e Rodrigão, aos 22 minutos do primeiro tempoÁrbitro: Heber Roberto Lopes (PR)Renda: não disponívelPúblico: 22.687 pagantesEstádio: Palestra Itália, São PauloApesar do domínio na primeira etapa, o Palmeiras não soube aproveitar as chances criadas para chegar ao terceiro gol. Melhor para o Grêmio, que teve o intervalo para reorganizar seu meio-campo e, assim, passar a pressionar. A melhor chance aconteceu com Tuta, aos 10 minutos, quando o atacante chutou firme, mas Diego Cavalieri defendeu. Ao ver a perda do meio-campo, o técnico Caio Júnior procurou fechar o setor e explorar os contra-ataques,o que não aconteceu com precisão. O Grêmio, no entanto, parecia conformado com o resultado, não criando chances para, aos menos, buscar o empate. Os contra-ataques palmeirenses apareceram somente nos 10 últimos minutos, com boas chances, mas que não trouxe mais gols, o que não era necessário, já que a vitória estava garantida. Agora, o Palmeiras tem o clássico contra o Santos no próximo sábado, 13, às 18h10, na Vila Belmiro, enquanto o Grêmio encara o Goiás, no mesmo dia e horário, no Olímpico.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasileirão Série A

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.