Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Palmeiras vence e garante vaga nas oitavas da Sul-Americana

Time de Vanderlei Luxemburgo bate o Vasco por 3 a 0 e segue na luta pelo título da competição continental

Rafael Vergueiro, estadao.com.br

17 de setembro de 2008 | 23h57

O Palmeiras aproveitou a fragilidade do Vasco para garantir na noite desta quarta-feira uma vaga nas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana. Mesmo sem vários titulares em campo, a equipe alviverde bateu o adversário por 3 a 0 no Estádio Palestra Itália, em partida válida pela primeira fase da competição.Veja também: Luxemburgo elogia grupo e Tita pede demissão do Vasco Roque Júnior começa a treinar no Palmeiras Copa Sul-Americana – Classificação, calendário e resultados Ouça os gols de Palmeiras x Vasco no Território Eldorado Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoComo havia perdido o confronto de ida por 3 a 1 em São Januário no mês passado, o time de Vanderlei Luxemburgo eliminou os cariocas no critério saldo de golsAgora, na próxima fase da competição, o Palmeiras, que ainda briga pelo título do Campeonato Brasileiro, encara o Sport Ancash, do Peru. Nunca um clube do Brasil conquistou a Copa Sul-Americana.Curiosamente, os dois times voltam a se enfrentar neste domingo no Brasileirão, em partida marcada outra vez para o Palestra Itália. A equipe em paulista briga para tirar os três pontos de diferença que tem para o líder Grêmio, enquanto o Vasco luta para não entrar na zona de rebaixamento.Na partida desta quarta, o Palmeiras não fez uma grande exibição, mas jogou o suficiente para derrotar o adversário até com certa tranqüilidade.No primeiro tempo, aos 32 minutos, Thiago Cunha abriu o placar com um lindo gol de voleio, após aproveitar cruzamento de Maicossuel. Já na etapa final, os mandantes ampliaram aos 11 minutos, com Denílson, que aproveitou cruzamento de Kleber da esquerda e falha do goleiro Roberto, que largou a bola nos pés do meia palmeirense.O placar de 2 a 0 já dava a vaga ao Palmeiras, mas a equipe encontrou tempo para fazer mais um, aos 38 minutos. A frágil defesa vascaína vacilou e deixou Thiago Cunha sozinho. Na cara do gol, o atacante pegou forte na bola e não deu nenhuma chance de defesa para o goleiro.Nos minutos finais, os visitantes ainda correram atrás do gol que levaria a decisão para os pênaltis, mas Marcos estava em uma grande noite e a defesa do Palmeiras também mostrou forte poder de marcação.TIME DIFERENTEVanderlei Luxemburgo colocou em campo nesta quarta um time que mesclou jogadores titulares e reservas. O craque Diego Souza ficou no banco e sequer entrou no decorrer do jogo, enquanto os atacantes Kleber e Alex Mineiro jogaram um tempo cada.Precisando ganhar por pelo menos 2 a 0 para se classificar à próxima fase do torneio, o Palmeiras mostrou uma postura ofensiva desde o início, mas nos primeiros minutos a falta de entrosamento entre alguns jogadores prejudicou o desempenho da equipe.No entanto, com ajuda da frágil defesa do Vasco, a equipe começou a se aproximar mais da área. Aos 30 minutos, após boa tabela entre Maicossuel e Leandro, a bola sobrou para Alex Mineiro, que quase conseguiu finalizar, mas foi bloqueado na hora do chute. Palmeiras3Marcos; Élder Granja, Gustavo, Maurício e Leandro; Jumar, Maicossuel (Evandro), Léo Lima e Denílson (Martinez     ); Thiago Cunha e Alex Mineiro     (Kléber)Técnico: Vanderlei LuxemburgoVasco0Roberto; Marquinho, Jorge Luiz, Eduardo Luiz      e Vilson; Madson, Jonilson, Mateus (Rodrigo Antônio) e Alex Teixeira (Edmundo); Leandro Amaral e Alan KardecTécnico: TitaGols: Thiago Cunha, aos 32 minutos do primeiro tempo e aos 38 do segundo, e Denílson, aos 11 do segundo tempoÁrbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)Estádio: Palestra Itália, em São Paulo (SP)Mas, apenas dois minutos após este lance, veio o lindo gol do estreante Thiago Cunha, certamente o mais belo da noite. Com um lindo voleio, ele encobriu o goleiro Roberto e fez a torcida vibrar pela primeira vez no Palestra Itália.Com a vantagem no marcador, o Palmeiras voltou para o segundo tempo com muita confiança e dominou completamente o adversário. O Vasco teve apenas uma chance real de gol, aos seis minutos, em cabeceio de Leandro Amaral bem defendido por Marcos.Cinco minutos após este lance, Kleber ganhou da marcação e cruzou na área. Roberto saiu muito mal do gol e largou uma bola rasteira para Denílson, que sozinho na área teve tranqüilidade para balançar as redes.O gol desesperou de vez o Vasco. O técnico Tita ainda colocou em campo Rodrigo Antônio e Edmundo, mas o panorama não mudou. As melhores chances de gol continuaram sendo do Palmeiras. O segundo gol de Thiago Cunha aos 38 minutos desanimou de vez os visitantes.Sem nenhuma tática e com pouca qualidade técnica, o time carioca se lançou ao campo de ataque nos minutos finais, sem sucesso. A última boa chance esteve nos pés de Vilson, que chutou na rede pelo lado de fora aos 40 minutos. FELICIDADEThiago Cunha, autor de dois gols, deixou o campo vibrando muito e teve o nome gritado pela torcida. Além disso, ainda foi elogiado por Luxemburgo."Fazer dois gols em uma estréia é muito bom, dá espaço para ele. E ele ainda fez um gol que a gente não vê todo dia", assinalou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.