Palmeiras vence e gaúchos protestam

O Palmeiras passou sufoco, deu a impressão de que não reverteria a vantagem de 2 gols do Grêmio, mas conseguiu a virada, aos 48 minutos do segundo tempo, ganhou por 3 a 2 e, assim, mantém vivo o sonho de conquistar o título brasileiro. Na saída, muita comemoração dos paulistas e reclamação dos gaúchos. Reclamação, aliás, justa. O Grêmio foi prejudicado e talvez não tivesse perdido o jogo se não fosse a má atuação do juiz Edílson Soares da Silva. O árbitro carioca teve de deixar o campo escoltado por policiais. Os gremistas foram à sua direção revoltados com algumas marcações. O lance capital ocorreu a 9 minutos do fim, quando o placar apontava 2 a 1 para o time da casa - que jogou em Pelotas-RS por ter perdido o mando de campo. Thiago Gentil cabeceou para o gol e a bola desviou na mão de Claudecir antes de entrar. Claudecir, além de ter alterado a trajetória com a mão, estava em impedimento. Inconformado com a confirmação do gol, Márcio hostilizou Edílson Soares e acabou expulso. "Ele falou que eu dei uma cabeçada nele, não é verdade, quer acabar com a minha carreira", disse o goleiro. O Grêmio, que já tinha perdido um jogador expulso no primeiro tempo, Baloy - foi seu terceiro vermelho na competição -, que recebeu o segundo cartão amarelo por ter simulado uma falta, ficou com 9 em campo. E, pior, o técnico estreante Cláudio Duarte não poderia colocar um goleiro no jogo, pois já havia feito as três substituições. O zagueiro Fábio Bilica, então, foi para a meta, mas, nos acréscimos, após confusão na área, não foi capaz de evitar o gol de Ricardinho. O Palmeiras festejou bastante o resultado, que parecia improvável pela forma como a partida se conduzia. E com razão. O time paulista não teve nada a ver com as falhas da arbitragem e fez, corretamente, seu papel. É verdade que não empolgou e esteve longe de exibir futebol vistoso, como na vitória sobre o Atlético-PR por 3 a 1, há uma semana, mas foi competente nos momentos decisivos. "O campo estava muito ruim e nos prejudicou, mas conseguimos a vitória, que foi o mais importante", comentou o meia Pedrinho. O resultado levou o Palmeiras à terceira posição, com 68 pontos, apenas 4 atrás do líder Santos. O Grêmio, por outro lado, está cada vez mais perto da Série B. Ocupa a lanterna, com 35 pontos, 4 a menos que o penúltimo colocado, o Guarani. Não pôde retribuir o apoio do torcedor, que lotou o Estádio Bento Freitas, de Pelotas. O time de São Paulo começou muito mal o jogo, talvez ainda abalado com a morte do zagueiro Serginho, que era amigo de atletas como Magrão e Daniel, e foi para o intervalo com desvantagem de 2 a 0 (dois gols de Cláudio Pitbull, de pênalti e de falta). A equipe melhorou na segunda etapa e diminuiu o placar com Ricardinho. No fim, fez os dois gols decisivos, com Thiago Gentil e Ricardinho, e assegurou a 19.ª vitória na competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.