Palmeiras vence Flu e vai à semifinal

Desacreditado ao sair de São Paulo, o Palmeiras está na semifinal da Copa dos Campeões. Neste domingo, o Alviverde derrotou o Fluminense, que comemorou 100 anos de fundação, por 1 a 0 em Teresina, gol de Arce no primeiro tempo, e vai enfrentar o Paysandu, que eliminou o Bahia ao vencer por 2 a 1. A semifinal está marcada para domingo que vem em Belém. "A partir de agora qualquer adversário que enfrentarmos será muito difícil", resumiu o atacante Muñoz.Vanderlei Luxemburgo colocou em prática o que havia prometido durante a semana. Adiantou os alas Leonardo e Diego e o Palmeiras encurralou o Fluminense desde os primeiros minutos de jogo, desprezando os efeitos do calor, que ontem não esteve tão forte em Teresina. Em sua nova função como segundo volante, Arce voltou a determinar o ritmo da equipe, buscando seguidamente as jogadas de velocidade com Muñoz pelo meio e Nenê pela esquerda.O próprio Nenê, que havia perdido uma grande chance aos 4 minutos, sofreu a falta que resultou no primeiro gol da partida após jogada individual. Arce cobrou por cima da barreira e abriu a contagem aos 14 minutos, marcando o seu 48º gol com a camisa do Palmeiras, o 20o de falta.O Fluminense vivia exclusivamente da velocidade de Fernando Diniz. Só que o meia passou a maior parte do primeiro tempo se desentendendo com os jogadores de defesa do Palmeiras, obrigando Roni e Magno Alves a voltarem quase até o meio-campo várias vezes para buscar jogo.Mesmo a partir dos 20 minutos, quando Vanderlei Luxemburgo orientou seu time a recuar para não se expor ao calor, o Fluminense não incomodou. Com a defesa do Palmeiras marcando a partir da intermediária, ao time carioca restavam os chutes de fora da área para tentar o empate. Aos 31 minutos, Marquinhos arriscou da intermediária, obrigando Marcos a fazer sua primeira defesa na partida.Quando as duas equipes esperavam o final do primeiro tempo, Roni avançou pela direita e foi derrubado na área por César aos 46 minutos.O árbitro Luciano Almeida marcou pênalti, revoltando os jogadores do Palmeiras. O próprio Roni cobrou e Marcos defendeu no canto esquerdo. Vanderlei Luxemburgo desceu para o vestiário no intervalo furioso com a marcação da penalidade máxima. "Esse juiz tá de sacanagem". A reclamação, no entanto, não tinha razão de ser. A falta dentro da área ficou claramente caracterizada. Precisando reverter o resultado, o técnico Robertinho, do Fluminense, abriu mão de Sidney no intervalo para a colocação de Agnaldo. Com três atacantes, inibiu as descidas de Leonardo, restabelecendo o equilíbrio do clássico. As duas primeiras chances de gol do segundo tempo foram da equipe carioca, com Magno Alves chutando de fora da área. Com 23 minutos, Luxemburgo deixou claro sua intenção de jogar no contra-ataque promovendo a entrada de Célio em lugar de Fabiano Eler. Ganhou movimentação no meio-campo, mas perdeu qualidade no passe. O Palmeiras passou a se defender com até sete jogadores, perdeu uma grande chance com Nenê, mas segurou o resultado e garantiu a classificação.A eliminação esvazia a festa do centenário do Fluminense, marcada para quarta-feira, com a partida amistosa contra o Toluca, do México, no Maracanã. O time começa depois a pensar no Campeonato Brasileiro. Estréia no dia 11 de agosto, contra o Cruzeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.