Palmeiras vence jogo-treino com Mogi

Na estréia do técnico Vanderlei Luxemburgo, que utilizou o esquema 3-5-2, o Palmeiras venceu o Mogi Mirim por 3 a 0, neste domingo, em Pedreira, no interior de São Paulo. A partida serviu para que o treinador observasse pela primeira vez seus jogadores e o que menos importou foi o resultado - tanto que ele fez dez substituições. Os gols foram marcados por Arce, de pênalti, no primeiro tempo, e Alexandre e Ricardo Boiadeiro na segunda etapa. O atacante fez o primeiro gol com a camisa palmeirense.O time do Palmeiras não sofreu grandes alterações em relação à última temporada. A única modificação foi a entrada de Adauto na lateral-esquerda. O jogador, que estava no futebol japonês, retornou no início do ano e pode ser aproveitado. Teve atuação regular.Luxemburgo ressuscitou o volante Galeano, que seria dispensado pela diretoria, mas não encontrou clube para sair. O atleta atuou como terceiro zagueiro, com liberdade para sair jogando. Alexandre e Leonardo seguem formando a dupla de zaga. No meio, os volantes foram Magrão e Claudecir, enquanto Lopes entrou com a função de armar as jogadas. Mas não foi tão bem. O ataque foi composto por Juninho e Muñoz. Os recém-contratados Itamar, Jeovânio e Fernandes ainda não estão bem fisicamente e, por isso, não foram aproveitados.A partida foi apenas razoável. O Palmeiras se beneficiou da expulsão do zagueiro Chicão, do Mogi Mirim, e, apesar de ter sofrido pressão no início, dominou grande parte do jogo. O goleiro Marcos teve bom desempenho, assim como o lateral-direito Arce. No restante, ninguém teve grande destaque. O volante Claudecir deixou o campo aborrecido, pois sofreu violenta pancada na canela direita e foi obrigado a sair na maca. "Foi um lance desnecessário, que poderia ser evitado."Na segunda etapa, Luxemburgo deu chance a Juliano, Misso, Thiago Gentil, Boiadeiro, Thiago Matias, Neto, Daniel, Taddei e Fernando e Paulo Assunção. "Os jogadores ainda estavam um pouco presos, mas valeu como teste", analisou o treinador.

Agencia Estado,

13 de janeiro de 2002 | 20h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.