Palmeiras vence o Botafogo no Rio

Emerson Leão cobrou e o atacante Marcinho respondeu com o gol da vitória, por 2 a 1, sobre o Botafogo, hoje à tarde, na Ilha do Governador. Marcos, com grandes defesas, e o volante Marcinho Guerreiro, que voltou a se destacar e até fez um gol, foram os outros destaques do time do Palestra Itália, que alcança 52 pontos e divide com o Internacional a terceira colocação no Campeonato Brasileiro. O time gaúcho disputou dois jogos a menos e tem um melhor saldo de gols (15 a 13). Por causa do mau estado do gramado, Leão pedira aos seus jogadores na véspera para que esquecessem a técnica e até jogassem ?feio? para buscar os três pontos. Mas o time não precisava exagerar. O jogo foi de baixo nível técnico. Se o Palmeiras tinha uma forte marcação, pecava nos passes, se posicionava mal no ataque e finalizava pior ainda. O Botafogo nem de longe chegou a lembrar o time que liderou o campeonato por algumas rodadas. Esforçado, Alex Alves ficava isolado na área palmeirense. Mesmo assim, só não abriu o placar por causa de duas grandes defesas de Marcos. Marcinho, que recebeu o terceiro cartão amarelo e não vai enfrentar o Corinthians no próximo domingo, surgia como o único ponto de inspiração do Palmeiras. É verdade que perdeu ótima oportunidade à frente de Max, mas descobriu Marcinho Guerreiro livre, aos 27 minutos, para abrir o placar. No segundo tempo, o Botafogo, mesmo desordenado, conseguiu encurralar o Palmeiras em seu campo. Roger, que entrou no intervalo no lugar de André Cunha, cometeu pênalti infantil em Ricardinho. Alex Alves bateu mal. Marcos chegou a tocar na bola, mas não evitou o empate, aos 5 minutos. Com retrospecto modesto fora de casa (três vitórias, cinco empates e sete derrotas), o Palmeiras parecia satisfeito com o empate. Mas um lançamento precioso de Correa encontrou Marcinho livre diante de Max. O vice-artilheiro do Brasileiro não teve trabalho para marcar o 17º gol na competição. Se o empate já era bom, a posibilidade da vitória fez o Palmeiras se fechar ainda mais. Marcos evitou mais dois gols cariocas e o atacante Caio perdeu grande chance no fim.

Agencia Estado,

08 de outubro de 2005 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.