Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Palmeiras vence o Cruzeiro, segue 100% com Mano e vira vice-líder do Brasileiro

Com gol de Bruno Henrique, equipe alviverde ganha no Allianz Parque e ultrapassa o Santos na última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2019 | 20h53

O Palmeiras assumiu a segunda colocação do Campeonato Brasileiro na noite deste sábado. No Allianz Parque, a equipe alviverde venceu o Cruzeiro por 1 a 0, com gol do capitão Bruno Henrique, e ultrapassou o Santos na última rodada do primeiro turno. Três pontos separam o Palmeiras do líder Flamengo: 39 contra 42. 

O técnico Mano Menezes segue com 100% de aproveitamento no comando do Palmeiras, agora com três vitórias. Desde que o treinador foi contratado, no último dia 3, a equipe já havia ganhado de Goiás e Fluminense. Ele reencontrou o Cruzeiro, seu ex-time, pela primeira vez.

O Cruzeiro permanece próximo à zona de rebaixamento. O time mineiro está em 16º lugar na tabela, com 18 pontos, três a mais do que Fluminense e CSA, que estão na zona da degola e jogam neste domingo.

Apesar da diferença entre as campanhas, foi o Cruzeiro que começou melhor na partida no Allianz Parque. Logo aos cinco minutos, Weverton salvou o Palmeiras em chute de David. No entanto, com o passar do tempo, os mandantes passaram a dominar a posse de bola.

O Cruzeiro convive com crise dentro e fora de campo, com protestos constantes da torcida, e o técnico Rogério Ceni fez quatro mudanças na equipe. Orejuela, Rafael Santos, Ederson e Pedro Rocha ocuparam as vagas de Edilson (não relacionado), Dodô, Robinho e Thiago Neves, respectivamente. Antes do jogo, o treinador justificou que as mexidas eram para deixar o "time mais encorpado no meio e tentar fazer os gols na velocidade". A estratégia, porém, não funcionou.

O Palmeiras não sofreu mais perigo no decorrer da partida e tentava achar espaços na defesa cruzeirense. O jogo ficou travado: a equipe alviverde trocava passes de forma improdutiva, e o time celeste não mostrava força para contra-atacar.

Quando parecia que o primeiro tempo iria terminar sem gols, Bruno Henrique apareceu aos 45 minutos. Após cruzamento de Marcos Rocha pela direita e confusão dentro da área, a bola sobrou para o volante chutar e abrir o placar.

No segundo tempo, o Palmeiras continuou melhor, mas também não conseguiu levar muito perigo ao Cruzeiro. As subtituições não mudaram a postura das equipes, e o time alviverde ficou com a vitória e subiu para o segundo lugar.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 0 CRUZEIRO

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa (Lucas Lima); Willian (Zé Rafael), Dudu e Luiz Adriano (Borja). Técnico: Mano Menezes.

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Léo e Rafael Santos (Egídio); Henrique, Ederson, e Marquinhos Gabriel, David (Thiago Neves), Pedro Rocha e Fred (Sassá). Técnico: Rogério Ceni.

Gol: Bruno Henrique, aos 45 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Felipe Melo, Dudu (Palmeiras); Marquinhos Gabriel, Rafael Santos, Ederson (Cruzeiro)

Árbitro: Rodolpho Marques (PR).

Público: 35.578 torcedores.

Renda: R$ 2.267.761,50.

Local: Allianz Parque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.