César Greco/Arena
César Greco/Arena

Palmeiras vence o Grêmio por 2 a 1 e se recupera no Campeonato Brasileiro

Com gols de Marcos Assunção e Ewerthon, time alviverde encerra jejum de quatro partidas

ANDRÉ RIGUE, estadão.com.br

15 de setembro de 2010 | 21h23

SÃO PAULO - Após quatro partidas, o Palmeiras voltou a vencer pelo Campeonato Brasileiro. No Estádio Olímpico, o time de Luiz Felipe Scolari bateu o Grêmio nesta quarta-feira por 2 a 1, pela 22.ª rodada, e chegou aos 29 pontos na tabela de classificação - subiu para uma posição intermediária e se afastou da zona de rebaixamento.

Veja também:

linkPalmeiras lamenta suspensão de Kléber e Edinho

SÉRIE A - tabelaClassificação | listaCalendário/Resultados

Foi o segundo triunfo fora de casa do Palmeiras e o sexto no Brasileirão. O time agora terá um pouco mais de tranquilidade para o clássico do próximo domingo diante do São Paulo, no Pacaembu. Para esta partida, Felipão não poderá contar com o atacante Kléber, que recebeu cartão amarelo por reclamação e terá de cumprir suspensão.

 

O Grêmio, por sua vez, continua com uma campanha irregular. O jogo contra o Palmeiras foi o milésimo do clube na história do Brasileirão. O tricolor gaúcho, que estacionou nos 26 pontos, também não recebeu um bom presente em sua festa de 107 anos de fundação. Na próxima rodada, o time de Renato Gaúcho terá pela frente o Avaí, na Ressacada.

 

Felipão armou o Palmeiras com um esquema mais defensivo nesta quarta-feira. O treinador escalou Márcio Araújo, Edinho e Marcos Assunção para formar uma poderosa linha com três volantes para impedir o avanço dos atacantes gremistas. A estratégia funcionou bem e o Palmeiras controlou a maior parte do jogo.

 

O primeiro gol surgiu aos 14 minutos do primeiro tempo. O zagueiro gremista Neuton derrubou o palmeirense Ewerthon na entrada da área. Marcos Assunção cobrou a falta com grande perfeição e mandou a bola no ângulo direito do goleiro Victor.

 

O gol desestabilizou o Grêmio, apesar do apoio da torcida. O time gaúcho só criou uma boa oportunidade na etapa inicial. Aos 26 minutos, Douglas levantou a bola na área e o atacante André Lima desviou de cabeça para o gol. Deola, que também deve atuar contra o São Paulo na vaga de Marcos, saltou no ângulo direito e defendeu.

 

O Palmeiras jogou um balde de água fria no Grêmio no começo do segundo tempo. Aos 2 minutos, Marcos Assunção cruzou pela direita. Ewerthon ganhou de Neuton e cabeceou sem chances para o goleiro Victor.

 

Com a vantagem de dois gols no marcador, o Palmeiras passou a administrar o jogo. Renato Gaúcho colocou o time no ataque, mas o Grêmio só conseguiu descontar aos 46 minutos do segundo tempo, com Jonas, que aproveitou rebote da marcação alviverde em cobrança de escanteio.

 

  GRÊMIO - 1 - Victor; Gabriel, Paulão, Neuton e Fábio Santos (Lúcio ); Fabio Rochemback, Adílson (Roberson), Souza  (Maylson) e Douglas; Jonas e André Lima . Técnico: Renato Gaúcho

 

  PALMEIRAS - 2 - Deola; Vitor, Danilo, Maurício Ramos e Rivaldo; Márcio Araújo , Edinho , Marcos Assunção e Tinga (Pierre); Ewerthon (Valdivia ) e Kléber . Técnico: Luiz Felipe Scolari

 

Gols - Marcos Assunção, aos 14 minutos do primeiro tempo; Ewerthon, aos 2, e Jonas, aos 46 minutos do segundo tempo; Árbitro - Gutemberg de Paula Fonseca (RJ); Público - 34.166 pagantes; Renda - R$ 544.428,00; Local - Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.