Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Palmeiras vence o Inter e soma três vitórias seguidas no Brasileirão

Volante Marcos Assunção é o destaque ao fazer os gols, de falta, do triunfo por 2 a 0, em Barueri

Alan Rafael Villaverde, estadao.com.br

29 de setembro de 2010 | 21h18

SÃO PAULO - Aos poucos, o Palmeiras dá razão para sua torcida se animar. Na noite desta quarta-feira, a equipe alviverde conheceu sua terceira vitória consecutiva no Brasileirão ao bater o Internacional por 2 a 0, na Arena Barueri, em partida válida pela 26.ª rodada, com dois gols de falta do volante Marcos Assunção.

Veja também:

linkFelipão dedica vitória a Belluzzo

forum Antero Greco - Marcos Assunção, a patada atômica do Palmeiras

Brasileirão - tabela Classificação / lista Resultados

som Rádio Eldorado/ESPN - Palmeiras 1x0 / Palmeiras 2x0

O resultado - primeira sequência de três vitórias do time no Brasileirão - coloca o Palmeiras com 38 pontos na classificação, pulando para a oitava colocação. Já o Internacional permanece com 41, na quarta colocação provisória, mas com um jogo a menos.

Ciente de que não poderia abrir a equipe diante de um adversário perigoso, mesmo com o mando de jogo, o técnico Luiz Felipe Scolari congestionou o meio-de-campo palmeirense com cinco jogadores, deixando apenas Kléber à frente. Valdívia, apesar do papel de marcação, tinha liberdade para descer ao ataque. Jogadores como Marcos Assunção, Márcio Araújo e Tinga também apareceram na área colorada.

Comandado pelo auxiliar Humberto Ferreira, já que Celso Roth cumpre suspensão, o Internacional utilizou o mesmo esquema, deixando apenas Leandro Damião como atacante. O resultado foi um jogo muito truncado, sem grande criatividade.

Vontade, no entanto, não faltou, e a primeira boa jogada do jogo aconteceu aos 10 minutos, quando Edu cabeceou com força, exigindo boa defesa de Deola. Aos 20, foi a vez de Leandro Damião ficar na cara do gol adversário. Afoito, o atacante chutou errado, para fora.

O Palmeiras, apesar de ter a posse de bola, não criava jogadas reais para abrir o placar. Aí, entrou em ação a habilidade do volante Marcos Assunção em cobrar faltas. Aos 31 minutos, o goleiro Renan não acreditou no potencial do jogador palmeirense e colocou apenas Andrezinho na barreira, numa cobrança de falta pela esquerda. O volante aproveitou o deslize e cobrou com perfeição, colocando a bola no canto direito inferior do gol colorado.

O gol teoricamente teria de forçar o Internacional a sair para o ataque. O atacante Alecsandro, inclusive, foi colocado no começo da segunda etapa para reter a bola no campo adversário e, assim, criar jogadas. Mas a equipe gaúcha nada conseguiu fazer. Deola foi mero espectador nos 45 minutos finais.

Com a vitória em mãos, o Palmeiras manteve a calma e a posse de bola, e o segundo gol novamente saiu dos pés de Marcos Assunção. Aos 13, o volante palmeirense, mesmo numa cobrança de falta de longa distância, acertou um belo chute para marcar o segundo gol de sua equipe.

Diante de um Internacional abatido e desesperado em busca de um gol, jogadores como Kléber e Valdívia terminaram a noite de alegria palmeirense com jogadas de efeito e boa troca de passes. E, por erros de finalização, o placar ficou no 2 a 0.

Agora, o Palmeiras tem o clássico com o Santos no sábado, às 16 horas, na Vila Belmiro, enquanto o Internacional enfrentará o Guarani, no mesmo dia, às 18h30, no Beira-rio.

NOTAS

Apesar dos salários atrasado e da semana conturbada com as mudanças na diretoria do Palmeiras, os jogadores comemoram a primeira vitória em casa após três tentativas +++ Luiz Gonzaga Belluzzo, licenciado do cargo de presidente, se recupera bem após cirurgia nesta quarta, para a colocação de duas pontes de safena e duas mamárias em seu coração +++ Volante Tinga saiu no segundo tempo por conta de uma lesão, e preocupa a comissão técnica para o próximo jogo.

Palmeiras - 2 - Deola, Vitor, Maurício Ramos , Danilo e Gabriel Silva; Edinho , Márcio Araújo (Lincoln), Marcos Assunção, Tinga (Rivaldo) e Valdivia (Pierre); Kleber. Técnico - Luiz Felipe Scolari.

Internacional - 0 - Renan, Daniel, Bolívar, Sorondo e Kleber ; Wilson Matias, Guiñazu, Andrezinho (Marquinhos), Giuliano  (Glaydson) e Edu ; Leandro Damião (Alecsandro). Técnico - Humberto Ferreira.

Gols - Marcos Assunção, aos 31 minutos do primeiro tempo, e aos 13 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Evandro Rogério Roman (PR/Fifa).

Público - 12.264 pagantes

Renda - R$ 292.456,00

Local - Arena Barueri, em Barueri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.