Celio Messias/ae
Celio Messias/ae

Palmeiras vence o Prudente e reencontra o rumo do Brasileirão

Time se recupera da derrota no clássico no domingo, ganha por 1 a 0 e volta a sonhar com reação

TERCIO DAVID - estadão.com.br

22 de setembro de 2010 | 21h25

SÃO PAULO - Diante do lanterna, o Palmeiras venceu a terceira, em 12 jogos sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Com gol de Márcio Araújo no segundo tempo, a equipe alviverde bateu o Prudente por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Prudentão, em Presidente Prudente, pela 24.ª rodada do Brasileirão.

Veja também:

SÉRIE A - tabela Classificação | lista resultados

Com a vitória, apenas a sétima da equipe no Brasileirão, mas que trouxe paz ao time, o Palmeiras chegou a 32 pontos e recupera algumas das posições perdidas após a derrota para o São Paulo no final de semana.

Já o Prudente, segue na lanterna da tabela, com apenas 17 pontos. O time pode encerrar a rodada 11 pontos atrás do Avaí, primeiro time eventualmente fora da zona de rebaixamento. O time catarinense, no entanto, ainda joga nesta rodada, nesta quinta, contra o Vitória.

Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta o Flamengo, no Engenhão, no Rio de Janeiro, no sábado, às 18h30. Ao mesmo tempo, o Prudente visita o Atlético-GO, no Serra Dourada, em Goiânia.

Olha, mas não toca. Com um time repleto de volantes, o Palmeiras mais uma vez pecou na criatividade. Tinga e Valdivia, suspenso, não puderam jogar. Curiosamente, os marcadores limitaram-se no primeiro tempo a apenas cercar, sem conseguir tomar a bola.

O Prudente, por sua vez, sofreu exatamente por que a bola não chegou, durante boa parte do jogo, aos pés de Fabiano Gadelha e Carlos Eduardo.

Vivendo das jogadas pela lateral e dos cruzamentos, o Prudente jogou melhor no primeiro tempo e até conseguiu criar um lance polêmico. Aos 26, Bruno Ribeiro levantou na área para a cabeçada despretensiosa de Hugo, que explodiu na mão de Maurício Ramos e gerou reclamações dos prudentinos.

No segundo tempo, o Palmeiras pelo menos mostrou mais velocidade e assim conseguiu marcar. Aos 15, Edinho recebeu na direita, avançou e cruzou rasteiro. Após falha do zagueiro no carrinho, Dinei acabou furando, cara a cara com o gol. Para sorte do time alviverde, Márcio Araújo entrava livre na segunda trave e teve calma para bater e marcar.

O gol deixou o Palmeiras mais ligado no jogo. O time passou a jogar esperando o Prudente, apostando no contra-ataque para matar o jogo, o que acabou não acontecendo.

Apostando nesta tática suicida, o Palmeiras ainda passou sufoco nos minutos finais, inclusive com um gol de Anderson Luis, acertadamente anulado por impedimento, que daria o empate ao Prudente no último lance do jogo.

Quase mudo. Depois de ter sido expulso no clássico contra o São Paulo, no final de semana, o técnico Luiz Felipe Scolari pouco se arriscou fora do banco de reservas. O auxiliar Murtosa foi que passou a maior parte das orientações técnicas aos jogadores.

Estreante. Contratado nesta semana, o atacante Dinei estreou, e como titular, no Palmeiras. Discreto, o jogador foi pouco notado em campo - apareceu apenas na furada no lance do gol.

Só em 2011. O atacante Ewerthon foi operado nesta quarta-feira no joelho esquerdo. O jogador deverá ficar longe dos gramados por três meses e está fora do time até o final do Brasileirão.

  PRUDENTE - 0 - Giovanni, Bruno Ribeiro, Anderson Luis, Diego  , Cleidson (Flavio Boaventura), Rodrigo Mancha, Roberto, Marcelo Oliveira  , Fabiano Gadelha (Wesley), Carlos Eduardo (Henrique Dias) e Hugo. Técnico: Marcelo Rospide.

  PALMEIRAS - 1 - Deola, Vitor, Maurício Ramos  , Danilo, Rivaldo (Gabriel Silva), Edinho, Pierre, Márcio Araújo, Marcos Assunção, Dinei (Tadeu) e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gols - Márcio Araújo, aos 15 minutos do segundo tempo; Árbitro - Heber Roberto Lopes (PR/Fifa); Auxiliares - Carlos Augusto Nogueira Júnior (PR) e João Bourgalber Nobre Chaves (PR); Público - 11.126; Local - Estádio Prudentão, em Presidente Prudente (SP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.