Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Palmeiras vence por 3 a 1 no Pacaembu, mas Vasco se classifica às oitavas

Gol sofrido em casa derruba a equipe alviverde na Copa Sul-Americana 2011

Demétrio Vecchioli, Agência Estado

25 de agosto de 2011 | 22h12

SÃO PAULO - De uniforme novo, o Palmeiras encerrou nesta quinta-feira uma sequência de seis jogos sem vencer e também viu Kleber pôr fim a um tabu de mais de dois meses sem marcar gols. Mas a vitória sobre o Vasco, por 3 a 1, no Pacaembu, não foi suficiente para evitar a eliminação do time alviverde na Copa Sul-Americana. Os cariocas, que venceram por 2 a 0 o jogo de ida, no Rio, é que se classificaram às oitavas de final, por terem marcado um gol fora de casa.

O Palmeiras marcou um gol no início de cada tempo, abriu 2 a 0, mas acabou sucumbindo ao levar um golaço de Jumar, de muito longe, no ângulo esquerdo de Marcos, que só ficou olhando. No último lance, Marcos Assunção marcou de falta.

Agora o time paulista se concentra no Brasileirão. No domingo, tem o clássico contra o Corinthians, em Presidente Prudente. O Vasco, que não esconde o foco na competição nacional e entrou em campo no Pacaembu com um time misto, pega o Flamengo, domingo, no Engenhão, também pela última rodada do primeiro turno do Brasileirão. Só volta a jogar pela Sul-Americana em outubro, contra o vencedor de Nacional (Paraguai) e Aurora (Bolívia).

O JOGO

Alegando que não desejava reencontrar o bandeirinha Roberto Braatz, responsável por sua expulsão no jogo contra o Atlético-MG, Felipão optou por não ficar no banco de reservas durante a partida desta quinta. Presente ao Pacaembu, se comunicava por rádio com seu assistente Flávio Murtosa, que comandou o time na beira do gramado. Foi do treinador a decisão de sacar Márcio Araújo da equipe e colocar Chico entre os titulares desde o início.

O Vasco tinha Ricardo Gomes no banco, mas estava desfalcado de diversos titulares, poupados pensando no clássico. Juninho Pernambucano, Éder Luís e Alecsandro foram alguns dos que ficaram de fora.

Mais motivado e contra um time misto do Vasco, o Palmeiras começou melhor e assumiu o comando da partida já nos primeiros minutos. Aos 4, Kléber arriscou rasteiro da entrada da área, mas Prass mandou a escanteio. O gol primeiro saiu aos 12. Valdivia chutou cruzado desde a meia direita, o goleiro dessa vez deu rebote e Luan empurrou para o gol vazio.

Só quando ficou atrás do placar é que o Vasco decidiu começar a jogar. Mesmo assim, o Palmeiras seguiu mais perigoso e quase fez o segundo na bola parada. Aos 20, Marcos Assunção bateu falta da direita na cabeça de Henrique, que, livre, mandou por cima do travessão. Depois, aos 29, o volante bateu direto para o gol e Fernando Prass salvou com um tapinha, no ângulo esquerdo.

Não foi só o goleiro vascaíno quem brilhou, porém. Aos 35, Élton fez pivô para Leandro, que bateu colocado, de longe, e obrigou Marcos a fazer defesa fantástica, no ângulo esquerdo.

Assim como no primeiro tempo, o Palmeiras também voltou pressionando depois do intervalo e não demorou a chegar ao gol. Com oito minutos, Luan recebeu pela esquerda e bateu cruzado. Kleber interceptou o lance com um chute cruzado, sem chances para Fernando Prass. Com o gol, o atacante encerrou um jejum de mais de dois meses sem marcar. A última vez havia sido em 19 de junho, quando fez dois gols contra o Avaí, no Canindé.

O Palmeiras só não contava que o Vasco fosse descontar logo depois, num chute de Jumar, de muito longe. A bola pegou efeito e foi no ângulo esquerdo de Marcos, que ficou imóvel no meio do gol. Golaço.

Precisando de dois gols, o Palmeiras se desesperou. Foi para o ataque de qualquer jeito e abriu o contra-ataque. Mesmo assim foi mais perigoso. Num cruzamento de Marcos Assunção, Kléber, Henrique e Luan subiram juntos, o primeiro cabeceou, mas, atrapalhado pelos companheiros, mandou para longe. Quase nos acréscimos, Valdivia tentou um chute de longe e acertou a trave direita. No último lance, Marcos Assunção bateu falta com perfeição e fez um belo gol, mas não havia mais tempo. Em seguida o juiz apitou o fim de jogo.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras 3 x 1 Vasco

Palmeiras - Marcos; Cicinho, Thiago Heleno, Henrique e Gabriel Silva (Patrik); Chico, Marcos Assunção e Valdivia; Luan, Maikon Leite (Vinicius) e Kleber. Técnico - Luiz Felipe Scolari

Vasco - Fernando Prass; Allan, Renato Silva, Dedé e Márcio Careca; Jumar (Felipe Bastos), Rômulo, Bernardo (Victor Ramos) e Diego Souza; Leandro (Fagner) e Élton. Técnico - Ricardo Gomes

Gols - Luan, aos 12 minutos do primeiro tempo. Kleber, aos 8, Jumar, aos 12, e Marcos Assunção, aos 48 minutos do segundo tempo

Árbitro - Heber Roberto Lopes (PR)

Cartões amarelos - Chico, Maikon Leite, Gabriel Silva, Renato Silva e Allan

Renda - R$ 291.048,00

Público - 9.993 pagantes

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.