Mundial de Clubes Juvenil/Divulgação
Mundial de Clubes Juvenil/Divulgação

Palmeiras vence Real Madrid por 4 a 2 e conquista o Mundial Sub-17 na Espanha

O centroavante Gabriel Verón, artilheiro do Mundial, com nove gols, recebeu o prêmio de melhor jogador do campeonato

Estadão Conteúdo

06 Junho 2018 | 15h54

O Palmeiras derrotou o Real Madrid por 4 a 2 nesta quarta-feira, em Fuenlabrada, região metropolitana de Madri, na Espanha, e se tornou campeão do Mundial Sub-17. O título é inédito na história do clube e foi conquistado de forma invicta.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo da Rússia

A vitória na decisão pode ser encarada como uma revanche de 2016, quando o Palmeiras empatou com a equipe espanhola por 2 a 2 e perdeu a final nos pênaltis. No ano passado, o time paulista parou na semifinal, diante do Benfica, de Portugal.

Desta vez, o time alviverde foi superior por quase toda a partida e praticamente definiu o triunfo no primeiro tempo, quando abriu 3 a 0, com gols de Gabriel Silva, Gabriel Verón e Fabrício. Luan Cândido fechou a fatura na etapa final.

A trajetória do Palmeiras na competição foi quase impecável: cinco vitórias - sobre Steaua Bucareste, Tokushima Vortis, Olympique de Marselha e Altinordu, além do Real Madrid. A campanha alviverde ainda teve um empate com o Atlético de Madrid e 29 gols marcados. Assim, terminou como dono do melhor ataque da competição, na qual sofreu sete gols. O centroavante Gabriel Verón, artilheiro do Mundial, com nove bolas na rede, recebeu o prêmio de melhor jogador do campeonato.

Apesar da derrota nesta quarta, o Real Madrid é detentor do maior número de conquistas do Mundial Sub-17, com quatro troféus. O Corinthians vem na sequência, com três, São Paulo e Boca Juniors tem dois e Atlético de Madrid, River Plate e agora, o Palmeiras, possuem uma conquista.

A equipe sub-17 palmeirense já é dona de outro troféu nesta temporada. Em abril, o time foi bicampeão da Scopigno Cup, em Rieti, na Itália. Além disso, as outras categorias conquistaram outros cinco títulos internacionais neste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.