Palmeiras vence Santos por 4 a 3 na Vila Belmiro

Num clássico eletrizante, o Palmeiras conseguiu uma incrível vitória sobre o Santos, por 4 a 3, neste domingo, na Vila Belmiro. Ao desbancar o líder do Campeonato Paulista, o time palmeirense se manteve vivo na briga pela classificação para as semifinais.

AE, Agencia Estado

14 de março de 2010 | 19h30

O destaque do clássico foi o atacante Robert. Bastante criticado pela torcida palmeirense, ele marcou três gols e foi decisivo para a virada do Palmeiras, que começou perdendo o jogo por 2 a 0, mas teve forças para buscar a vitória na Vila Belmiro.

"Mostramos que temos qualidade, vencemos uma boa equipe, que nos menosprezou. Hoje, a equipe do Palmeiras foi mais aguerrida", desabafou o meia Diego Souza, que fez um dos gols palmeirenses no clássico.

Mostrando confiança, o técnico Dorival Junior colocou em campo uma escalação ofensiva, com apenas Arouca como volante de marcação. A ousadia deu certo, e o Santos tratou de pressionar o Palmeiras com rápidos toques, chegando ao primeiro gol logo aos 10 minutos, quando Pará tentou cruzar, mas teve sorte e acertou o ângulo esquerdo do goleiro Marcos.

A expectativa da torcida santista de ver mais uma goleada aumentou aos 31 minutos, quando Paulo Henrique Ganso deu um belo passe para a conclusão de Neymar, sozinho na frente do goleiro Marcos: 2 a 0.

A partir daí, o Palmeiras acordou e saiu para o ataque, conseguindo uma reação espetacular ainda no primeiro tempo. Foram dois gols de Robert em apenas dois minutos. O primeiro aconteceu aos 41, com o cabeceio do atacante após cobrança de falta. E o segundo veio aos 43, um belo chute de primeira, entre os zagueiros santistas.

No segundo tempo, o Palmeiras virou o placar aos 12 minutos, agora com Diego Souza. A vitória, no entanto, não estava garantida. Dorival Júnior colocou o Santos mais à frente, e o empate aconteceu aos 35, com Madson, após novo passe de Paulo Henrique Ganso.

Mas o dia era mesmo de Robert. Aos 42 minutos, o atacante acertou um belo chute de fora da área, surpreendendo o goleiro Felipe, e definiu a vitória palmeirense na Vila Belmiro.

FICHA TÉCNICA:

Santos 3 x 4 Palmeiras

Santos - Felipe; Wesley (Madson), Edu Dracena, Durval e Pará; Arouca, Marquinhos (Maranhão) e Paulo Henrique Ganso; Neymar, Robinho e André (Zé Eduardo). Técnico: Dorival Júnior.

Palmeiras - Marcos; Eduardo (Márcio Araújo), Léo, Danilo e Armero; Pierre, Edinho (Ivo), Cleiton Xavier e Diego Souza; Ewerthon (Lincoln) e Robert. Técnico: Antônio Carlos.

Gols - Pará, aos 10, Neymar, aos 31, e Robert, aos 41 e aos 43 minutos do primeiro tempo; Diego Souza, aos 12, Madson, aos 35, e Robert, aos 42 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Antonio Rogério Batista do Prado.

Cartões amarelos - Edinho, Léo, Eduardo, Diego Souza, Pará e Robinho.

Cartão vermelho - Neymar e Léo.

Público - 11.452 pagantes.

Renda - 543.945,00.

Local - Vila Belmiro, em Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.