Palmeiras vence São Caetano por 2 a 0

O Palmeiras aliviou sua situação no Campeonato Paulista ao vencer o São Caetano por 2 a 0, na tarde deste domingo no Parque Antártica. O time passou a somar 12 pontos, ocupando a 12ª colocação. Com os outros resultados deste domingo, uma derrota deixaria o Palmeiras na lanterna da competição. Já o São Caetano amargou a quarta derrota consecutiva na temporada - duas no estadual e duas na Taça Libertadores - e ficou para trás na luta pela liderança da competição, com 18 pontos. O atacante colombiano Muñoz, foi um dos protagonistas da partida. Ao estrear com a camisa do Palmeiras, ele fez o segundo gol três minutos depois de ter entrado a pedido da torcida. O público se revoltou quando o técnico Celso Roth ia colocar o lateral-direito Daniel e obrigou o treinador a voltar atrás. "Fazer um gol em tão pouco tempo me dá tranqüilidade para continuar meu trabalho", comemorou o atacante, que não vinha sendo aproveitado e mostrava dificuldades de se adaptar à cidade. Com Flávio no lugar de Lopes, punido por ter faltado ao treino na sexta-feira, o Palmeiras iniciou uma marcando sob pressão o adversário. Acuado, o São Caetano tinha muitas dificuldades em sair jogando. Mas a chuva intermitente que caía no estádio fez com que o jogo fosse paralisado por 19 minutos. O Palestra Itália envolveu-se em um cenário de trevas. O coro da torcida era ofuscado pelos trovões. "Ninguém consegue enxergar nada", explicou o árbitro Alfredo dos Santos Loebeling no momento da paralisação, aos 12 minutos.A parada, entretanto, fez a iniciativa do Palmeiras também diluir-se no gramado molhado. O time começou a errar passes, não dando seqüência à maioria de suas jogadas. O São Caetano então recuperou o potencial ofensivo que lhe propiciou ser o time-revelação do ano passado. No fim do primeiro tempo, o Palmeiras deu espaços e Adãozinho perdeu uma chance de dentro da área.A busca do gol continuou a ser uma obsessão das duas equipes no segundo tempo. Mas o Palmeiras não demonstrava o mesmo padrão tático do início. Foi o momento em que a habilidade de Felipe foi decisiva. As duas equipes já haviam perdido oportunidades num jogo equilibrado e dinâmico. Mas aos 15 Felipe, que desequilibrava o jogo com jogadas insinuantes, cruzou com perfeição para Paulo Turra cabecear e a bola entrar vagarosamente no gol: 1 a 0 Palmeiras.A desvantagem fez o São Caetano se abrir ainda mais. O Palmeiras recuou e passou a explorar os contra-ataques com Juninho, que havia entrado no lugar de Flávio. No fim, Roth pôs Muñoz no lugar de Fábio Júnior, que saiu vaiado. E Muñoz aproveitou a chance, ao fazer o segundo gol do time, aos 47 minutos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.