Palmeiras vence Sport e fica perto da vaga

O Palmeiras fez um grande primeiro tempo, quase se complica na etapa final, mas venceu o Sport por 2 a 1, neste sábado à noite, no Recife, e praticamente garantiu sua classificação para o quadrangular decisivo da Série B do Brasileiro. O time paulista chegou aos 9 pontos em três jogos e pode assegurar antecipadamente uma das vagas do Grupo B sábado, quando recebe os pernambucanos no Palestra Itália. Se classifica com vitória e até um empate pode servir, dependendo dos outros resultados.O primeiro tempo do Palmeiras foi quase irretocável. Marcou com rara eficiência, ?roubou? inúmeras bolas e, de posse bola, soube trabalhar com qualidade. Os laterais Baiano e Lúcio apoiaram bastante, os jogadores de meio-campo souberam aproveitar os espaços dados pelo Sport - o meio-campo pernambucano foi inoperante na marcação e também na construção de jogadas, errando passes seguidamente - para armar os contra-ataques. Na frente, Edmilson e Vágner, deixavam sem ação os "pesadões" zagueiros Gaúcho e Sílvio Criciúma.O único "senão?? do Palmeiras foram as três chances claras de gol perdidas entre os 17 e os 20 minutos - duas por Edmilson e uma por Vágner, que com o gol aberto colocou a bola na mão do goleiro Maizena. Mas os gols não fizeram falta.Isso porque, aos 28 minutos, em mais uma cobrança de falta pelo setor esquerdo, Baiano levantou a bola na cabeça de Leonardo que, livre, cabeceou para o gol. E aos 42, Edmilson recebeu na direita, fez bela jogada, passou por dois e tocou para Vágner, que só rolou para o gol, marcando pela 15ª vez.Na segunda etapa, o Sport resolveu respeitar menos o Palmeiras e pressionou bastante. Criou boas chances e fez seu gol aos 33 minutos, com Cleber cobrando um pênalti discutível marcado pelo juiz Washington de Souza de Corrêa em Ricardinho. Aos 35, Valdir marcou o que seria o gol do empate, mas o juiz deu falta de Adriano em Marcos na jogada. Estava criada a primeira confusão do jogo.A segunda aconteceu após uma disputa entre Ricardinho e o goleiro Marcos. Os jogadores das duas equipes trocaram empurrões, houve invasão de campo e Leonardo e Ricardinho acabaram expulsos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.