Palmeiras viaja para Serra Negra

Sem reforços e competições oficiais, o Palmeiras vai aproveitar a folga no calendário para realizar o que, no Parque Antártica, está sendo chamado de uma ?intertemporada?. A equipe viajou neste domingo para Serra Negra, onde vai ficar treinando até sexta-feira. Na quarta, está programado um amistoso contra a seleção local. Já no sábado pela manhã o time vai a Jundiaí, onde, como convidado, enfrenta o Etti na festa de entrega das faixas pela conquista do Campeonato Paulista da Série A2.Mas não é só no campo que o Palmeiras está correndo. Fora dele, a diretoria se movimenta para tentar montar uma equipe competitiva. Por enquanto, os reforços solicitados pelo técnico Celso Roth ainda não chegaram. Aliás, muito pelo contrário. A única certeza são as saídas do lateral-esquerdo - mas que deseja ser meia - Felipe e do meia Alex. Ainda cogita-se sobre o interesse do clube no meia-atacante Robert, que sagrou-se vice-campeão paulista pelo Botafogo de Ribeirão Preto.Já o diretor de futebol do clube, Américo Faria, adotou o velho chavão dos cartolas quando a situação está complicada. "Não vamos fazer loucuras", afirmou. "Precisamos negociar dentro da nossa realidade." Na verdade, a diretoria aguarda a participação mais contundente da Pirelli, nova patrocinadora do time, para concretizar as negociações. A hipótese de um intercâmbio com a Inter de Milão ganha força a cada dia.Mas enquanto nada se resolve nos escritórios, no campo Roth procura se adaptar à realidade. Como se não bastasse a demora nas contratações, o treinador ainda terá de fazer a intertemporada sem um de seus principais jogadores: o goleiro Marcos. Ele vai estar na Colômbia, defendendo a seleção brasileira durante a Copa América. Por outro lado, o lateral-direito Arce foi dispensado da equipe paraguaia e estará à disposição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.