José Patrício/AE
José Patrício/AE

Palmeiras viaja sem Kleber ao Rio

Técnico Felipão teria ameaçado se demitir se atacante não fosse afastado

AE, Agência Estado

12 de outubro de 2011 | 11h16

SÃO PAULO - A delegação do Palmeiras embarcou com uma ausência de última hora para o Rio de Janeiro, onde a equipe enfrenta o Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h50, no Engenhão, pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante Kleber, relacionado para a partida, não viajou com o grupo nesta manhã.

Kleber foi um dos jogadores que ficaram revoltados com a agressão sofrida por João Vítor, na última terça-feira, por cerca de 15 torcedores palmeirenses. O volante estava com um amigo e seu cunhado na loja do clube, ao lado do Palestra Itália, quando foi abordado pelos agressores.

Ainda na última terça, os jogadores conversaram e recusaram-se a viajar à noite para o Rio, como estava programado. Assim, o embarque para a capital fluminense aconteceu nesta quarta, mas Kleber, recuperado de contusão recentemente, não estava com o elenco. O motivo da ausência não foi esclarecido pelo Palmeiras, que divulgou uma nota oficial para confirmar a viagem do elenco.

"Em virtude dos incidentes envolvendo o atleta João Vítor e torcedores, na tarde de terça-feira (11), a delegação da Sociedade Esportiva Palmeiras não embarcou para o Rio de Janeiro à noite, como previsto. Jogadores, diretoria e comissão técnica viajaram na manhã desta quarta-feira (12) para a capital carioca, para a disputa da partida contra o Flamengo, válida pelo Campeonato Brasileiro", disse o clube.

Na nota oficial publicada no site da equipe paulista, a diretoria do Palmeiras evitou se posicionar sobre o incidente envolvendo João Vítor. "A direção do Palmeiras vai aguardar as investigações policiais para se pronunciar novamente sobre o caso".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.