Alex Silva/Estadão<br>
Alex Silva/Estadão

'Palmeiras voltou a ser respeitado', afirma o empolgado Mouche

Atacante argentino, autor de um dos gols da equipe na vitória sobre o Grêmio, acredita que boa sequência faz rivais mudarem de postura

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2014 | 11h29

As três vitórias consecutivas do Palmeiras no Campeonato Brasileiro fizeram com que os adversários passassem a olhar para o time de forma diferente, com mais respeito, sobretudo. Pelo menos é o que acredita o atacante Pablo Mouche, que vê a equipe sendo mais reverenciada quando entra em campo após a sequência positiva de resultados.

"Acredito que esse momento fez o Palmeiras ganhar um respeito maior pelo que conseguiu e temos de continuar preparados para subir na tabela", disse o atacante, autor do gol de empate do time na vitória de virada por 2 a 1 sobre o Grêmio, sábado, no Pacaembu, emplacando a terceira vitória consecutiva da equipe no Brasileirão.

Para o jogador argentino, o equilíbrio da competição deve ser levada em consideração no momento de analisar as dificuldades das partidas do Palmeiras. Para exemplificar, o atacante lembrou de outros resultados. "Como foi o Corinthians contra o Botafogo? O Botafogo ganhou, ou seja, todos os jogos são complicados e qualquer um pode ganhar. Precisamos estar preparados, não importa se é para enfrentar o Vitória ou o Cruzeiro."

Mas tanta confiança não pode ser encarada como soberba. Pelo contrário. Mouche assegura que o elenco do Palmeiras continua focado e ciente de que ainda corre riscos de rebaixamento. Por isso, a meta é pensar jogo a jogo. "Só penso no jogo de domingo (contra o Santos) e não em chegar à Sul-Americana ou sair do rebaixamento. Teremos uma partida difícil e estamos em uma zona mais cômoda do que antes, mas cada partida é importante e não podemos relaxar."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasMoucheBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.