Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Palmeiras: Washington é o perigo

O Palmeiras vai vigiar o centroavante Washington bem de perto. Parece óbvio, mas é o que o time de Estevam Soares fará para vencer o Atlético-PR, líder do Campeonato Brasileiro, às 18 horas, no Palestra Itália, e continuar sonhando com uma vaga na Taça Libertadores. "Quando eu era jogador, não gostava de enfrentar atacantes do estilo do Washington, muito eficiente nos cruzamentos", conta o treinador, que exige atenção para anular um dos pontos fortes do time paranaense. "Ele é a referência na área." Estevam elogia a força do conjunto do adversário, mas se impressiona com a boa fase do artilheiro do Campeonato Brasileiro, com 25 gols. "O Washington evoluiu, taticamente, quando passou pelo Fenerbahce, da Turquia. Também aprendeu a jogar fora da área", comenta o técnico, responsável indireto pela projeção do atacante. "Há quatro anos, pedi que a Ponte Preta o contratasse, quando ele estava no Paraná." O zagueiro Nen sabe que todo o cuidado é pouco. "Não podemos dar espaços nem deixar a bola chegar ao Washington", receita o zagueiro, que diz estar invicto nos duelos contra o centroavante. "Já o enfrentei algumas vezes, quando eu jogava pelo Gama e também no Palmeiras. Ele não marcou nenhum gol", garante. Apesar das preocupações e de adotar o esquema tático com três zagueiros, Estevam assegura que o Palmeiras não vai se limitar à marcação. A aposta é no veloz Ricardinho, que fará seu primeiro jogo como titular, na vaga de Osmar - que não se recuperou da lesão no joelho esquerdo. "Temos de nos movimentar muito e aproveitar os contra-golpes. Os laterais terão liberdade para chegar ao ataque, que também terá Diego Souza." BERNARDINHO - O técnico da seleção feminina de vôlei esteve no CT do Atlético-PR para uma palestra motivacional. O técnico Levir Culpi definiu pela escalação de Denis Marques no lugar de Dagoberto, que, machucado, não atua mais este ano.

Agencia Estado,

22 de outubro de 2004 | 18h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.