Palmeireirense confirma venda de Kahê

O diretor de futebol do Palmeiras, Hugo Palaia, confirmou nesta segunda-feira à noite que o centroavante Kahê foi mesmo negociado com o Borusia Mönchengladbach, da Alemanha. O valor acertado é US$ 1,4 milhão, cabendo ao time campineiro 20% deste valor, ou seja, US$ 280 mil. A informação inicial era de que o martelo tinha sido batido por US$ 2 milhões.Mas para o dirigente palmeirense, a Ponte Preta não pode reclamar de nada porque um eventual negócio constava do contrato de empréstimo até o final do ano. "A Ponte não pagou nada para ficar com o jogador e ainda está recebendo um bom dinheiro", afirmou Palaia ao confirmar que tudo está acertado com o empresário Wagner Ribeiro, que divide em partes iguais com o clube do Parque Antártica, o atestado liberatório do artilheiro da Ponte no Campeonato Brasileiro, com 11 gols.Kahê não deve ser relacionado nem para o jogo contra o Brasiliense, domingo, na Boca do Jacaré, pela 20ª rodada. A diretoria ponte-pretana aguarda uma posição oficial de Wagner Ribeiro nesta terça-feira e não descarta a possibilidade de Rafael Silva, do Corinthians, chegar ao Majestoso por empréstimo. Acumulando quatro derrotas seguidas, a Ponte caiu da liderança para a quinta posição, com 33 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.