Palmeirense agredido por santistas está em estado gravíssimo

Possível morte cerebral será confirmada na manhã de quarta

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

28 de abril de 2015 | 13h48

Um torcedor do Palmeiras está na UTI em estado gravíssimo depois de conflito com santistas no último domingo, quando os times se enfrentaram no Allianz Parque pela primeira partida da final do Campeonato Paulista. Cláudio Fernando de Morais foi espancado e está internado no Hospital Santa Marcelina, no bairro de Itaim Paulista, na Zona Leste da Capital. De acordo com sua namorada, ele apanhou de torcedores do Santos, da Torcida Jovem.

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, em contato realizado às 17h10 desta terça-feira, Claudio Fernando de Morais está em "protocolo de morte cerebral". A confirmação, no entanto, da morte ou não do palmeirense só deve ser divulgada na manhã de quarta-feira após os resultados do exames. 

O confronto ocorreu nas imediações da estação Jardim Romano da CPTM, por volta das 20h do domingo. Segundo o delegado Elton Krull, do 50º DP, que atendeu o caso, a família do torcedor não registrou Boletim de Ocorrência ainda. "Só ficamos sabendo do episódio hoje (nesta terça) pela manhã. Estamos com a investigação em andamento e a tendência é de que o caso seja assumido pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa)", explicou o delegado.

A Rede TV! obteve um áudio da suposta namorada do torcedor. Na gravação, ela conta que integrantes da Torcida Jovem, a principal organizada do Santos, foram os responsáveis pelo ataque. "Quando eu olhei, tinha uns caras da Jovem atrás dele com barra de ferro. O segurança da estação falou que tinha 15 caras atrás de mim. Eu estava com a bandeira e a blusa do Palmeiras. Um pessoal da estação nos socorreu", contou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.