?Palmeirense?, Juninho sonha alto

O meia Juninho foi apresentado nesta quarta-feira como o mais novo reforço do Palmeiras e chegou ao Palestra Itália com a confiança em alta. Dizendo-se palmeirense quando criança, o jogador surpreendeu ao responder a uma questão sobre se o Palmeiras de hoje é muito inferior ao 92-93 - quando montou uma equipe vitoriosa. ?O futebol é dinâmico. Vai mudando de acordo com o tempo. Novos jogadores vão surgindo e hoje a situação é outra. Aquele foi um time maravilhoso, mas nada que o atual grupo, com mais algumas qualidades, não possa igualar?, disse o jogador. Juninho chegou ao clube no final da manhã com uma prova de que torcia mesmo para o Alviverde na infância. Trazia na bagagem uma foto sua aos 3 anos, ao lado do pai, vestindo a camisa verde do Palmeiras. ?Estou realizando um sonho de criança. Quando menino, eu ia para o estádio com meu pai ver jogos do Palmeiras?, revelou. Isso no entanto, não foi preponderante na decisão de assinar o contrato. ?Estou muito feliz por estar aqui e por estar concretizando um sonho familiar, mas vim porque acredito que o time tenha condições de disputar títulos. A diretoria me garantiu que mais um ou dois jogadores serão contratados e, junto com o pessoal que está aqui, tenho certeza que vamos lutar por títulos?, afirmou.O meia - que estava no Celtic da Escócia - admitiu que o Palmeiras pode estar um pouco atrás de seus rivais paulistas - casos de São Paulo, Corinthians e Santos, mas garante que isso vai mudar. ?Teoricamente, o Palmeiras está um pouco atrás, mas não pode ficar assim e não vai ficar?, afirmou.Pentacampeão com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2002, Juninho volta ao futebol paulista depois de 10 anos. Formado nas categorias de base do Ituano, ele começou profissionalmente no São Paulo, onde jogou até 95. Depois disso, passou pela Inglaterra ( Middlesbrough), Espanha (Atlético de Madri), Vasco e Flamengo e, por fim, Escócia (Celtic). O meia assinou contrato com duração até dezembro de 2006.Ele avalia estar bem fisicamente e que por enquanto só deve sentir a falta de ritmo de jogo, já que não vinha atuando no Celtic. Mas, como não poderá ser aproveitado no Paulista nem na primeira fase da Libertadores, Juninho acha que terá tempo suficiente para entrar em forma. ?Mais alguns dias e vou estar tinindo?, aposta.

Agencia Estado,

06 de abril de 2005 | 12h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.