Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeirenses chamam Sassá de 'covarde' e prometem reencontro no domingo

Após confusão no Mineirão com o Cruzeiro, jogadores relembram que equipes voltam a se enfrentar no domingo

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

27 de setembro de 2018 | 05h00

Os jogadores do Palmeiras deixaram o Mineirão bastante irritados com o atacante Sassá, do Cruzeiro. Depois da eliminação na Copa do Brasil, com o empate por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, o elenco alviverde criticou o soco dado pelo adversário em Mayke e relembraram que no domingo as duas equipes vão se enfrentar novamente, desta vez no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro.

No fim do jogo os dois times se envolveram em uma confusão no gramado. Houve empurra-empurra, três expulsões e um soco dado por Sassá no lateral Mayke. "O Sassá covardemente agride o Mayke. Eu creio que essa é uma situação que tem de ser vista. A covardia não pode acontecer. O cara passa correndo e dá um soco na cara do companheiro, sem ele esperar", disse o volante Felipe Melo ao SporTV.

O atacante Dudu demonstrou irritação ao mencionar o episódio e enviou um recado para Sassá. "A gente vê que o cara é covarde, aproveita que tem um jogador de costa e vai lá agredir. Mas está tranquilo. Domingo ele joga em São Paulo e a gente conversa com ele", comentou.

A briga fez Sassá e o próprio Mayke serem expulsos após o fim do jogo. Quem também levou vermelho foi o lateral Diogo Barbosa, do Palmeiras. Os três não deram entrevistas depois da partida no Mineirão. No túnel de acesso ao vestiário houve mais discussão e o técnico alviverde Luiz Felipe Scolari desabafou, com áudio captado pelas câmeras do canal SporTV: "Vocês vão lá domingo, esperem sentadinhos".

Logo depois, na entrevista coletiva, o treinador falou em tom mais calmo. "Nós não iniciamos nenhuma briga. Depois olhem quem começou a briga. Que domingo esqueçam o que aconteceu aqui, por favor", disse. O elenco do Palmeiras ganha folga nesta quinta-feira e volta aos treinos na manhã de sexta-feira, na Academia de Futebol.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.