José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Palmeirenses culpam goleiro da Ponte por primeira derrota do ano

O elenco do time alviverde volta aos treinos na tarde desta sexta-feira e enfrenta o Corinthians no domingo, na Arena Palestra

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

05 de fevereiro de 2015 | 21h46

Os jogadores do Palmeiras deixaram o gramado da Arena Palestra tendo um culpado como eleito pela primeira derrota do time no Campeonato Paulista: o goleiro Matheus. O arqueiro da Ponte Preta foi o grande destaque da vitória por 1 a 0 do time de Campinas nesta quinta-feira. Ele fez pelo menos três boas defesas ao longo da partida.

"A equipe criou e teve alguns lances para marcar, mas o goleiro deles foi bem. Agora é procurar ver o que a gente errou e se preparar para o clássico de domingo", disse o lateral-esquerdo João Paulo, se referindo ao jogo contra o Corinthians, também no Allianz Parque.

Para o meia Alan Patrick, o resultado não é preocupante. "Levamos um gol e depois o time deles ficou atrás da bola. Lutamos até o fim e não adianta se lamentar agora. É descansar e amanhã (sexta-feira) já pensar no clássico", afirmou o meia.

O goleiro Fernando Prass destacou o fato da Ponte Preta ter sido mais competente com a bola no chão. "Perdemos porque eles foram mais competentes. É simples. Eles tiveram menos a bola no pé, mas souberam melhor o que fazer com ela", analisou o goleiro, que minimizou a ausência de Zé Roberto. "Não podemos achar que perdemos um jogo pela ausência dele".

Já Dudu considerou a sua estreia como positiva. "Acho que estreei tranquilo. Me movimentei bem, mas hoje (quinta-feira) não era dia da bola entrar. O time criou algumas oportunidades, mas o goleiro deles foi feliz", comentou.

O elenco do Palmeiras volta aos treinos na tarde desta sexta-feira e enfrenta o Corinthians no domingo, às 17 horas, na Arena Palestra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.