Palmeirenses lamentam derrota, mas confiam na vaga

Abatidos após a derrota por 2 a 0 para o Ipatinga, em Minas Gerais, os jogadores do Palmeiras lamentaram o segundo gol marcado pelos adversários aos 48 minutos do segundo tempo. Mas os atletas da equipe paulista disseram que confiam na ajuda da torcida para garantir a vaga nas oitavas-de-final da Copa do Brasil. O confronto de volta acontece no dia 5 de abril, no Palestra Itália.?O 1 a 0 seria até um resultado bom para nós, jogando a segunda no Parque?, disse o zagueiro Edmílson. ?Agora é pensar no Campeonato Paulista, já que o jogo do Ipatinga vai demorar?, acrescentou o defensor, que admitiu que não conseguiu voltar para marcar e evitar o gol marcado por Ferreira. "Até eu, que fico sempre atrás, estava no meio-campo e não cheguei a tempo. Fomos tomados pela euforia de tentar buscar o empate, pois estávamos criando."O goleiro Diego Cavalieri ficou revoltado com a postura da equipe no final do jogo. "Precisávamos ser inteligentes, são dois jogos e nada seria decidido hoje [quarta]. Não podíamos ter tomado esse segundo gol de jeito nenhum. Foi um castigo. A equipe teve um pouco de dificuldade no primeiro tempo, mas foi superior no segundo. Só que um vacilo nosso complicou", comentou. No entanto, o camisa 12 tratou de ressaltar que, apesar de difícil, a vaga não está perdida. ?São dois jogos, não foi o último. Podemos reverter essa vantagem e conseguir a classificação.? O treinador Caio Júnior também ressaltou a afobação do time para conseguir o empate. "Faltou um pouco mais de concentração. O Ipatinga não nos deu muito trabalho. No primeiro tempo jogamos de igual para igual, mas na etapa final fomos superiores. Mas eles fizeram o trabalho deles e conseguiram este resultado", analisou. "Agora temos que pensar positivo para reverter essa situação. Tenho que ressaltar que atuamos com uma equipe com média de idade de apenas 24 anos, que caiu ainda mais com as entradas do William e do Valmir. Estamos num processo de reformulação e de descoberta de novos jogadores. Mas a responsabilidade da derrota é minha.""Vamos pensar no jogo de volta só lá na frente. Antes temos que nos concentrar na partida contra o Marília [sábado, no Palestra Itália] para mantermos a boa seqüência no Campeonato Paulista", acrescentou o técnico. Com 25 pontos, o Palmeiras ocupa a quarta colocação no Estadual e está na zona de classificação às semifinais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.