José Patrício/AE
José Patrício/AE

Palmeirenses lamentam empate 'injusto' com o Ituano

No Palestra Itália, time de Muricy Ramalho chegou a abrir dois gols de vantagem, mas permitiu o 3 a 3

AE, Agencia Estado

24 de janeiro de 2010 | 20h45

Os jogadores do Palmeiras saíram de campo insatisfeitos com o empate por 3 a 3 com o Ituano, neste domingo, no Palestra Itália. O time da casa chegou a abrir 3 a 1 no placar, mas cedeu dois gols nos minutos finais da partida, válida pela terceira rodada do Paulistão.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Palmeiras 3x3 Ituano

especialQUIZ - Você sabe tudo sobre o Paulistão?

lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

som Ouça os gols no Território Eldorado

Protagonista do lance que gerou o segundo gol do Ituano, o lateral Armero minimizou as críticas da torcida. "A gente entende as reclamações, mas o empate não foi justo", lamentou.

O volante Márcio Araujo, que fez seu terceiro jogo pelo Palmeiras, também reclamou do resultado. "A nossa equipe foi muito melhor nos dois tempos. Infelizmente a expulsão nos complicou bastante", afirmou, se referindo à expulsão do zagueiro Gualberto, no segundo tempo. "É difícil vencer com um a menos. Pagamos um preço que não merecíamos", completou Cleiton Xavier, responsável pelas três assistências que resultaram nos gols dos anfitriões.

Autor de um dos gols do time, o meia Deyvid Sacconi pediu compreensão da torcida. "O time está lutando, acho que é muito cedo para a torcida cobrar dessa maneira. Até porque estamos nos entregando em campo", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.