Tiago Queiroz/AE
Tiago Queiroz/AE

Palmeirenses lançam campanha na internet por saída de Tirone

Manifestação vem em apoio a Valdívia, que foi duramente criticado pelo presidente do clube

AE, Agência Estado

14 de maio de 2011 | 14h54

SÃO PAULO - A torcida palmeirense parece não ter gostado nada da entrevista concedida pelo presidente do clube, Arnaldo Tirone,à edição deste sábado do Jornal da Tarde. Pela internet, os torcedores organizam uma campanha pela saída do dirigente, que teria instaurado uma crise Palmeiras com a sua polêmica entrevista.

Ao Jornal da Tarde, Tirone afirmou, entre outras coisas, que Valdivia foi um "péssimo negócio" para o Palmeiras, se machuca demais e "só quer saber de cair na noite". Além disso, indicou que se o São Paulo quiser, ele troca o chileno, ídolo da torcida, por Dagoberto. De quebra, cutucou outros dois dos xodós alviverdes: Kleber e Felipão.

Já prevendo um clima constrangedor entre Valdivia e Tirone, que poderia culminar com a saída do jogador, a torcida criou a hashtag #foraTirone, que permanece em primeiro lugar entre os termos mais comentados entre brasileiro no Twitter desde a manhã até este início de tarde.

Entre os argumentos dos palmeirenses está a relação de Tirone com o ex-presidente Mustafá Contursi (um site publicou foto dos dois jantando), a demora em assinar a escritura da futura Arena Palestra com a construtora WTorre, a falta de reforços para a equipe e o ressentimento com o elogio a um jogador do rival São Paulo em detrimento de um dos maiores ídolos do Palmeiras, o chileno Valdivia.

Um fórum de torcedores na internet já organiza uma campanha que promete sair da esfera virtual, chegar ao clube e conseguir que Tirone deixe a presidência do Palmeiras. Também ali foi criado um selo de "Fora Tirone", que tem se disseminado na internet desde o começo da manhã.

Veja também:

link Tirone diz que contratação de Valdivia foi um mau negócio

video TV ESTADÃO - Presidente Tirone fala sobre Arena Palestra e futuro do elenco

som ESTADÃO ESPN - Advogada do Palmeiras deixa claro que não quer paralisar construção do estádio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.