Palmeirenses misturam euforia e decepção na reta final

Jogadores sabem que poderiam brigar pelo título, mas agora têm que focar vaga na Libertadores

Daniel Akstein Batista - O Estado de S.Paulo,

05 de dezembro de 2008 | 21h37

O Palmeiras chegou aos últimos dias de trabalho no ano com um misto de emoções. Satisfação pela conquista estadual e por ainda brigar por vaga na Libertadores, mas decepção por ter ficado de fora da luta pelo título brasileiro.Veja também:Criticado, Jeci ganha nova oportunidade no PalmeirasLateral Elder Granja confirma que deixará o Palmeiras Simule os resultados da rodada final da Série A Brasileirão Série A - Classificação Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Ao olharem para a parte de cima da tabela, todos vêem que o Palmeiras tinha elenco, grupo e condições de ser campeão brasileiro. Agora, ficam as lamentações. "No momento de decisão fraquejamos, podíamos ter chegado melhor", reconheceu Vanderlei Luxemburgo. "A gente tinha condições de disputar o título. Só não está por nossos erros, deixamos a desejar nos jogos importantes", disse o zagueiro Jeci, que volta ao time titular depois de três meses domingo contra o Botafogo.Os parecidos discursos entre o técnico e defensor são repetidos por todos no clube. Os preciosos pontos que o grupo desperdiçou ao longo da competição são lamentados até hoje. E as decisões a que eles se referem são principalmente os jogos contra o Grêmio, Fluminense e Flamengo - três derrotas que complicaram a equipe.Jeci vai além e afirma que o Palmeiras é melhor até do que São Paulo e Grêmio, as equipes com chances de levantar o troféu. "Tenho de falar que sim né? É o clube que eu defendo", justificou o zagueiro.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasBrasileirão Série Afutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.