TV Estadão | 02.12.2015
TV Estadão | 02.12.2015

Palmeirenses soltam fogos em frente ao hotel do Santos em São Paulo

Bateria explodiu na madrugada desta quarta-feira, por volta das 3h

O Estado de S. Paulo

02 de dezembro de 2015 | 11h48

A delegação do Santos teve de dormir com um barulho infernal na madrugada desta quarta-feira, já em São Paulo para a partida decisiva contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil. O hotel Pulmann, onde o time comandado por Dorival Junior está concentrado, na Vila Olímpida, foi descoberto por torcedores palmeirense, que provocaram uma arruaça do lado de fora com baterias de fogos entre 3 horas da manhã e 3h30. Incomodou muita gente e não somente os jogadores.

A artimanha é tirar o sono dos jogadores, ou interrompê-lo, durante a madrugada na intenção de que alguns deles possam ter o rendimento prejudicado na hora do jogo por causa disso. A polícia foi chamada para manter a segurança. Fora a algazarra, não houve incidentes. O Santos resolveu chegar em São Paulo um dia antes do jogo para poder descansar um pouco mais e não correr riscos durante a subida da Serra. É comum esse tipo de expediente. Dorival tem todos os jogadores à disposição para a partida que começa às 22h. Em caso de derrota por um gol de diferença, repetindo o placar da Vila, a decisão vai para os pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.