Panini se defende de falhas no álbum da Copa do Mundo: 'Não é um guia oficial'

Empresa explica que material é conteúdo lúdico e foi produzido após análise das convocações

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

31 de março de 2014 | 14h58

SÃO PAULO - Com fotos de estádios inacabados e jogadores que podem não ser convocados, o álbum de figurinhas da Copa do Mundo foi apresentado nesta segunda-feira em São Paulo e a empresa responsável por produzir o material admitiu que é impossível acertá-lo na íntegra. No entender da Panini, o álbum não precisar ser encarado com um guia oficial da competição, mas sim como um conteúdo lúdico.

Na página da seleção brasileira, por exemplo, entre os 17 jogadores há dois que não têm sido convocados pelo técnico Luiz Felipe Scolari: o volante Hernanes e o atacante Robinho. Segundo o diretor-presidente da Panini, José Eduardo Severo Martins, a escolha dos atletas pelas páginas se deu pelo monitoramento das estatísticas e convocações das equipes ao longo do ano passado. "Acertar 100% é muito difícil", disse.

O assessor da Divisão de Futebol da Panini, Vilson Manfrinati, contou que por pouco as informações sobre o goleiro Julio Cesar não saíram no álbum com erro. "A saída dele do Queens Park Rangers para o Toronto FC foi poucos dias antes de terminarmos o material", explicou.

Na página das fotos de estádios, o colecionador vai encontrar imagens de dois locais ainda inacabados para a Copa: a Arena da Baixada, em Curitiba, e a Arena Corithians, em São Paulo. Nelas, aparecem andaimes nas arquibancadas. "Mesmo em obras, a foto não deixa de ser informação do momento em que a imagem foi captada", afirmou Manfrinati. A empresa descartou usar no álbum maquetes ou projeções das praças esportivas.

LICENCIAMENTO

Por falta de contrato com a Panini, a seleção inglesa novamente terá conteúdo diferente das demais participantes da Copa. Em vez da foto posada tradicional, com os 11 jogadores antes do início da partida, será exibida uma montagem com os rostos dos jogadores. E nas figurinhas individuais, cada atleta vai aparecer com uma camisa branca e não com o uniforme da seleção.

"Os direitos de licenciamento referentes à seleção inglesa pertencem a outra empresa. Mas temos os direitos individuais dos atletas", explicou Martins. A última Copa em que o conteúdo da Inglaterra foi publicado idêntico aos das demais equipes foi em 1990.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.