Para Ballack, Alemanha é um time inexperiente e instável

Para o meia Michael Ballack, a Alemanha chega ao Mundial com uma equipe inexperiente e instável, cujo sucesso é incerto. "Temos jogadores que estiveram em campo esporadicamente em seus clubes", disse nesta quarta-feira o capitão da equipe, em entrevista ao jornal local Handelsblatt. "Não temos a variedade de jogadores que tínhamos na Copa de 1990 ou na Eurocopa de 1996. Por isso, nossa equipe comete erros e não está estável. Por essa razão, acho que chegamos à Copa com algumas incertezas. Os resultados e o desempenho que tivemos na preparação para o Mundial mostram que o time não está firme".Para o meia, a equipe tem de ser cuidadosa com relação aos avanços muito rápidos, que deixam a defesa muito exposta. "Temos de ter claro que não podemos ser totalmente voltados ao ataque", afirmou, ressaltado que a seleção alemã tem dificuldades para encontrar o equilíbrio entre ataque e defesa durante os jogos.Ballack ainda é dúvida para a partida de estréia da Alemanha contra a Costa Rica, marcada para esta sexta-feira, em Munique. O jogador ainda se recupera de uma lesão na panturrilha, e a expectativa da comissão técnica alemã é que ele volte a treinar normalmente nesta quarta-feira, quando a equipe tem dois períodos de treinamentos. "Acredito que ele estará conosco na sexta, mas se ele não puder estar não há motivo para preocupação. Entraria então o Podolski, que é também um grande jogador. Eu só ficaria preocupado com Ballack se ele tivesse de ficar três, quatro jogos fora", disse o goleiro titular Jens Lehmann.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.