Para Borges, Villa Nova dará trabalho ao Cruzeiro

O atacante Borges não escondeu que espera muita dificuldade para o Cruzeiro diante do Villa Nova, neste sábado, fora de casa. O time celeste terá pela frente o terceiro colocado e a melhor defesa do Campeonato Mineiro. Por isso, para o jogador, o ataque de sua equipe terá muito trabalho na partida.

AE, Agência Estado

28 de março de 2013 | 17h33

"O Villa Nova tem uma das melhores defesas da competição. Está bem, em terceiro lugar. A equipe é muito forte, ainda não perdeu. São as duas equipes invictas do Mineiro. Tem tudo para ser um grande jogo. Pena que não vai ser no Mineirão", declarou o jogador.

Borges avaliou que o palco do confronto também será um obstáculo para o Cruzeiro. De acordo com ele, o gramado do Estádio Castor Cifuentes não está em condições para a disputa em bom nível técnico, o que deve deixar a partida bastante "pegada".

"Vai ser um jogo difícil. O campo é ruim, de péssima qualidade. O time deles vem bem na competição. Certamente, não será um jogo vistoso, mas sim de muita pegada e disputa. Vai ser um jogo de muita vontade de ambas as partes. Tem jogos que não dá para resolver na técnica, tem que ser na vontade. Se tivermos vontade, a técnica prevalece e espero que a gente vença nos contatos", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.