Para capitão santista, time está melhor que o esperado

Apesar dos desfalques de alguns de seus principais jogadores, como Neymar, Paulo Henrique Ganso e Arouca, o Santos ainda está invicto na temporada. Em sete jogos, todos pelo Paulistão, venceu quatro vezes e empatou três, ocupando a vice-liderança do estadual. O bom início surpreendeu até mesmo o capitão santista, Edu Dracena.

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2011 | 17h44

"O time está bem no início da temporada, melhor do que esperávamos. Mas ainda não está no ideal que se espera. As peças estão se encaixando e, aos poucos, estão voltando os jogadores que queríamos que já estivessem com a gente desde o começo do ano. O time do Santos completo é muito forte e tem muitas chances de conquistar a Libertadores", garantiu o zagueiro.

Na estreia na Copa Libertadores, na terça-feira da semana que vem, o Santos já deverá ter a volta de diversos jogadores que têm sido desfalque. Arouca deve fazer seu primeiro jogo da temporada contra o Noroeste, na sexta-feira. Zé Eduardo também deverá jogar contra o time de Bauru, depois de voltar da Itália.

Os quatro santistas na seleção sub-20, Neymar, Alan Patrick, Alex Sandro e Danilo, se unem ao grupo na segunda-feira, já na Venezuela, onde o Santos encara o Deportivo Táchira. O meia Paulo Henrique Ganso, o volante Charles e o goleiro Felipe devem ser desfalques, pois ainda se recuperam de cirurgias no joelho.

Antes da Copa Libertadores, o Santos finalmente fará o seu primeiro jogo em sua verdadeira casa na temporada. Fechada para uma reforma completa no gramado, a Vila Belmiro voltará a receber os comandados de Adilson Batista na sexta-feira, no jogo contra o Noroeste.

"Será o reencontro com a nossa casa. Foram sete jogos fora de casa em que o Santos não perdeu. Então, um resultado positivo neste reencontro com a Vila Belmiro será importante para que, depois, possamos seguir para a Libertadores com mais confiança", comentou o capitão Edu Dracena.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosEdu DracenaPaulistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.