Mauricio de Souza/Divulgação
Mauricio de Souza/Divulgação

Para Claudinei, jogo do Santos contra o Barcelona ainda não acabou

Técnico, que acaba de sair de um empate no Brasileirão, admite que time ainda não superou goleada

SANCHES FILHO, Agência Estado

15 de agosto de 2013 | 08h49

SANTOS - O Santos aumentou para 26 a série de jogos invictos na Vila Belmiro, mas, após o empate por 1 a 1 contra o Vasco, nesta quarta-feira, os principais titulares e o técnico Claudinei de Oliveira reagiram como se o time tivesse perdido. Para o treinador, a equipe ainda não se refez do massacre que sofreu diante do Barcelona, no começo do mês, em Barcelona, ao ser goleado por 8 a 0.

"Depois de vencermos e sairmos de uma situação incômoda, teve o jogo contra o Barcelona e esse jogo não acabou ainda. Vem sendo falado ainda e o nosso objetivo é acabar esse jogo. Já melhoramos a pegada, mas hoje (quarta) a parte técnica não foi boa. Contra o Bahia esperamos juntar as duas coisas", disse o técnico, referindo-se ao próximo adversário, neste domingo, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

Na avaliação de Claudinei Oliveira, o rendimento do time esteve abaixo dos jogos anteriores. "Começamos até bem, mas não conseguimos manter a intensidade dos outros jogos porque tivemos pouco tempo de recuperar os atletas. A verdade é que tivemos chance de matar o jogo e não matamos. Mas não adianta lamentar. O resultado foi justo pelo que foi o jogo, embora seja duro tomar o gol assim, mas foi justo", concluiu o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.