Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

Para confirmar o vice-campeonato, Flamengo visita Atlético-PR

Após sonhar com o título do Brasileiro, equipe teve uma queda de rendimento

Thiago Rabelo, especial para a AE, Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2016 | 07h50

Para o jogo contra o Atlético Paranaense, neste domingo, às 17 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba. Após sonhar com o título nacional, o time carioca teve uma queda de rendimento e chega na 38ª e última rodada da competição sem chance de conquistar a taça e em disputa com o Santos pela segunda colocação.

Apenas dois pontos separam os dois times, com vantagem para os cariocas, que chegaram aos 70 pontos após vencerem o confronto direto na partida anterior por 2 a 0. Apesar de não ser um título, o jogo vale uma premiação extra de R$ 3,4 milhões para o vice-campeão.

Do outro lado, o Atlético Paranaense tem uma motivação ainda maior, que é uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Os paranaenses estão na quinta posição, com 56 pontos, apenas um de vantagem para o Corinthians, sétimo colocado e primeiro fora da zona de classificação.

Para a partida final da temporada, o técnico Zé Ricardo tem dois desfalques importantes. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Diego fica fora da equipe pela primeira vez desde que foi contratado no meio da temporada. Desde que chegou, foram 17 jogos pelo Brasileirão, com seis gols marcados. Durante a semana, o jogador se envolveu em problema fora dos gramados ao se recusar a ser submetido ao teste do bafômetro. Sem o meia, Alan Patrick será titular.

Na defesa, o zagueiro Rafael Vaz sofreu uma luxação no ombro e está fora da partida. Titular até metade da temporada, Juan retorna ao time para formar dupla defensiva com Réver. Apesar de ter sido pouco utilizado no segundo semestre, Juan renovou contrato por mais um ano, declarou que pretende encerrar a carreira no clube que o revelou para o futebol brasileiro.

O jogador também mostrou abatimento com a queda do clube na reta final do Brasileirão e traçou um objetivo para a rodada final. "É frustrante não ganhar título. Mas quando você não luta mais pelo título, tem que chegar no lugar mais alto. Hoje, para a gente, é o vice-campeonato", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.