Para Copa do Brasil, Flamengo revela preocupação com estádio do Horizonte

Estádio Domingão tem capacidade para apenas cerca de 10 mil pessoas

AE, Agência Estado

19 de abril de 2011 | 14h15

RIO - O Flamengo recebe o Horizonte nesta quarta-feira, no Engenhão, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, mas já pensa também na partida de volta, na semana seguinte. A equipe terá que atuar no acanhado Estádio Domingão, que tem capacidade para apenas cerca de 10 mil pessoas, o que preocupa os jogadores do elenco flamenguista.

"É sempre difícil jogar em um campo pequeno. Temos um time técnico, temos jogadores de qualidade. Vamos procurar conversar, trabalhar para conseguir o nosso objetivo", declarou o zagueiro David, um dos titulares do Flamengo.

Além da parte técnica, o clube carioca demonstrou preocupação com a segurança, já que o estádio em Horizonte não está acostumado a receber grandes públicos. O Castelão, principal estádio do Ceará, localizado em Fortaleza, está em reforma para a Copa do Mundo de 2014. E o Presidente Vargas, que também é na capital e seria a segunda opção, também passa por obras e não foi liberado.

Para a primeira partida contra o Horizonte, nesta quarta-feira, o Flamengo poderá contar com a volta de David. Ele desfalcou a equipe no empate diante do Macaé, no último domingo, pelo Campeonato Carioca, por estar suspenso.

"O foco agora é Horizonte. Então vamos trabalhar, descansar para conseguir a vitória e ter vantagem para o jogo de volta. Temos de esquecer o Fluminense, pois são dois campeonatos que queremos. Queremos ganhar o Campeonato Carioca e a Copa do Brasil. São objetivos nossos. Penso no jogo contra o Horizonte", afirmou David, lembrando que no próximo domingo, o Flamengo enfrenta o Fluminense pelas semifinais da Taça Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.