Washington Alves/Divulgação
Washington Alves/Divulgação

Para Dedé, Cruzeiro jogará 'final' contra o Defensor, no Mineirão

Precisando de uma vitória, equipe se prepara para partida decisiva na Libertadores

AE, Agência Estado

19 de março de 2014 | 11h36

BELO HORIZONTE - Com apenas três pontos após as três primeiras partidas da Libertadores, o Cruzeiro entrará em campo pressionado para enfrentar o Defensor, nesta quinta-feira no Mineirão. Na terceira colocação do Grupo 5, a equipe precisa da vitória e qualquer outra resultado seria desastroso. Os jogadores sabem disso e por isso encaram a partida como se fosse uma "final".

"Para mim, é final. Acho que jogando bem uma partida como esta, pode favorecer muita coisa. Estou muito confiante para a partida, sabendo das dificuldades que podem acontecer. Estou preparado, tentarei fazer o melhor, jogar com toda a disposição e vontade para ajudar o Cruzeiro", declarou o zagueiro Dedé.

Na semana passada, o Cruzeiro foi derrotado por 2 a 0 pelo próprio Defensor, no Uruguai, e por isso Dedé admite que a equipe não terá vida fácil. Para tentar mudar o desempenho da equipe, o técnico Marcelo Oliveira deve colocá-la em campo com duas alterações. Lucas Silva e Júlio Baptista treinaram entre os titulares e devem ocupar as vagas de Rodrigo Souza e Marcelo Moreno.

Para Dedé, no entanto, a principal mudança deve ser na atitude do time, que não tem repetido o desempenho do ano passado, quando foi campeão brasileiro. "Nós temos que usar o nosso campo. Ter atenção com todo mundo e jogar da forma que sempre jogamos, marcando em cima, não perdendo a bola fácil, não dando espaço, sabendo recompor na hora certa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.